Vocação, como saber qual é a minha?

É comum que as pessoas procurem direção para se orientarem quanto ao estado de vida que vão seguir ou quanto à profissão que vão exercer. Para descobrir isso, no entanto, é necessário dar um passo atrás.

Veja este artigo no vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=YnO8qzfFNGM&t=354s

Se é do tipo que prefere ler, abaixo está o conteúdo na íntegra:

Vocação, como saber qual é a minha? Esta pergunta já foi feita por vocês algum dia?

Existe testes vocacionais e entrevistas em escolas, faculdades, cursos para saber qual profissão é mais adequada a seu perfil e mesmo que você tenha pensado em algo religioso, também tem estes testes em comunidades de vida, seminários e conventos, mas como saber se estes testes são eficazes? E mais ainda, se são seguros, me trarão felicidade?

Como achar minha vocação?

Para acharmos nossa vocação correta é preciso pensarmos profundamente em quem eu sou?
Como posso saber quem eu sou realmente?
A autoestima e o autoconhecimento é de extrema importância Sócrates dizia: “Conhece a ti mesmo e conhecerás a Deus e o universo, quanto mais dentro(autoconhecimento), mais fora (mundo).”

São Tomás de Aquino, santo da igreja católica, também era socrático e levava os ensinamentos gregos para entender a igreja, assim ele aprendeu principalmente, que a vocação é um meio e não um fim para alcançar a felicidade, consequentemente, algum resultado positivo da sua escolha de vocação. Seja esta escolha por vocação religiosa ou apenas profissional. Então se é um meio precisamos saber qual é o final.


E qual é nossa finalidade como seres humanos?


Aí temos que pensar sobre o amor, o que é o amor?
O verdadeiro amor é doação, é uma entrega total a algo ou alguém.E esta doação jamais deve ser encarada como um sacrifício, e sim como uma oferta ou presente com amor incondicional.
Trazendo para a definição atual do amor, percebemos que o amor se define a gostar muito de alguém ou de uma ou de alguma coisa, porém o amor verdadeiro, aquele que se assemelha ao amor de Deus, é difícil sentirmos. O único amor terrestre que chega perto do amor Divino é o amor entre mãe e filho, neste amor à mãe se doa para o filho, não se importa em passar noites em claro, doando-se em muitas vezes a vários sacrifícios, sem nunca reclamar ou entender como um peso, e através dessa doação, ela, a mãe, está se aproximando ao nosso fim último, que é amar a Deus ou ser de Deus, então a nossa finalidade última: é voltar a Deus.
E essa doação que precisamos fazer, vem no exercício da nossa vocação, se ela for exercida de maneira integral e completa.

Como podemos nos doar completamente?


Para que você entenda como podemos nos doar, darei alguns exemplos: se alguém descobrir que a sua vocação é ser médico, a medicina pode ser usada para salvar vidas ou para matar vidas, se a escolha for para o bem, mas só com objetivo de salvar uma vida, o paciente se salva hoje e morre amanhã. Agora se a profissão (vocação), for usado no sentido pleno, “doação integral com amor incondicional, o amor de Deus”, nós poderemos salvar além da vida! Poremos salvar a alma da pessoa. Como?

Através de nossas palavras e gestos, da doação do nosso trabalho, dando o nosso melhor.

Se a vocação for o casamento, e pensarmos assim: Já tem um Sacramento, já estou fazendo a vontade de Deus, então eu serei feliz. E não nos doarmos integralmente, pensando no outro, com esse olhar divino, não seremos felizes, e fatalmente, nosso casamento naufragará.
Se a opção de vocação for religiosa, Padre, freira ou leigo de uma comunidade de vida e não tiver esse tipo de amor, de doação, só será uma meio de cantar bonito, fazer uma ou duas boas ações com os pobres e necessitados e sem objetivo nenhum.
Escrevi esse artigo não para passar uma vocação e profissão específica e nem para aplicar algum teste vocacional, mas para quê com essas palavras, você pudesse refletir sobre o significado intrínseco da vocação, para que a escolha seja plena e realmente lhe traga verdadeira felicidade. E para que usem essas informações como uma ferramenta para usar a vocação como um meio para chegar ao nosso fim último, que é de agradar a Deus.

E se você gostou deste artigo, deixe seu comentário abaixo.

Sobre a autora: Priscila Brescindi é escritora, palestrante e Youtuber, sua missão de vida é ajudar as pessoas a conhecerem o verdadeiro valor que elas têm para realizarem todos seus sonhos.

Veja mais aqui...