Categorias
Brasil Congresso Congresso Nacional Governo

Reforma administrativa pretende revisar salários e número de carreiras

Prevista para ser enviada ao Congresso Nacional nesta semana, segundo o presidente Jair Bolsonaro, a reforma administrativa pretende mudar os direitos dos futuros servidores federais. As propostas ainda não foram detalhadas, mas os pontos adiantados pelo governo nos últimos meses incluem a revisão dos salários iniciais, a redução no número de carreiras e o aumento no prazo para o servidor atingir a estabilidade.

Segundo Bolsonaro, as mudanças não afetarão os servidores atuais. Apenas quem tomar posse depois da promulgação da reforma seria atingido. Uma das alterações mais importantes diz respeito à estabilidade dos futuros funcionários.

Inicialmente, o governo pretendia esticar, de três para dez anos, o prazo para o empregado público conquistar a estabilidade. Há duas semanas, no entanto, o ministro da Economia, Paulo Guedes, informou que a versão mais recente do texto deve definir um tempo variável, de cinco a oito anos, de acordo com cada carreira.

A estabilidade seria conquistada mediante uma avaliação de desempenho. Quem não cumprir os requisitos mínimos não ficaria no cargo antes do prazo mínimo. O governo ainda não explicou se o servidor público terá direito ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) enquanto não atingir a estabilidade. Atualmente, os servidores públicos não recebem o fundo em hipótese alguma.

Pirâmide

Em novembro, ao explicar a proposta do pacto federativo, o ministro da Economia, Paulo Guedes, tinha dito que o governo pretende diminuir o número de carreiras de mais de 300 para 20 a 30. Os salários para quem ingressar na carreira pública passarão a ser menores.

No mês passado, ao explicar o resultado das contas do Governo Central em 2019, o secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, disse que a reforma mudará a forma de progressão no serviço público. Em vez do sistema atual, com salários iniciais altos e em que quase todos alcançam o topo da carreira, a progressão passaria a ser em forma de pirâmide, na qual apenas os servidores com melhor desempenho atingiram os níveis mais altos. Segundo ele, o governo quer aproximar os salários iniciais e a evolução na carreira pública ao que ocorre no setor privado.

Etapas da reforma administrativa

Em café da manhã com jornalistas no mês passado, o secretário especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia, Paulo Uebel, disse que o governo pretende implementar a reforma administrativa em fases. De acordo com ele, a intenção do governo é que o conjunto de mudanças seja implementado até 2022.

De acordo com o secretário adjunto de Desburocratização, Gleisson Rubin, o conjunto de medidas inclui, além da proposta de emenda à Constituição (PEC) da reforma administrativa, projetos de lei complementar, de lei ordinária e de decretos. Estes, no entanto, só podem ser apresentados após a aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) pelo Congresso.

PEC emergencial

Embora estejam fora da reforma administrativa, pontos da PEC que reforma o pacto federativo e da PEC emergencial, que prevê gatilhos de cortes de gastos em momentos de crise fiscal, preveem alterações profundas na estrutura do serviço público e na regra dos servidores. Pelas duas propostas, em caso de estado de emergência fiscal decretado, haveria limitações em pagamentos aos servidores, concessão de reajustes, progressões automáticas, reestruturação de carreiras, novos concursos e em verbas indenizatórias.

A medida mais polêmica, no entanto, seria a redução da jornada de servidores públicos em até 25%, com ajuste correspondente na remuneração. A diminuição vigorará pelo tempo necessário tanto no governo federal como nas prefeituras e nos governos estaduais que decretassem a emergência fiscal.

Em discurso há duas semanas, Guedes disse que o mecanismo de emergência fiscal é mais rápido para ajustar as contas públicas do que a reforma administrativa para os futuros servidores, que teria impacto sobre as despesas federais no médio e no longo prazo.

*Colaboraram Pedro Rafael Vilela e Luciano Nascimento

Maiores informações: http://agenciabrasil.ebc.com.br

Categorias
Brasil Criança

Brasil participa da 43ª sessão do Conselho de Direitos Humanos da ONU

A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, vai chefiar a delegação brasileira na 43ª sessão do Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas, em Genebra, na Suíça.

A reunião é o principal encontro de líderes internacionais sobre o tema e contará com a participação de mais de 100 ministros e altas autoridades da área de direitos humanos. O evento ocorre entre os dias 24 e 27 de fevereiro.

Damares vai discursar no Conselho de Direitos Humanos e participará de painéis de alto nível em comemoração aos 30 anos da Convenção sobre Direitos da Criança e aos 25 anos da Conferência de Pequim sobre Mulheres.

A ministra manterá reuniões bilaterais com autoridades internacionais da área dos direitos humanos e participará de eventos promovidos pela Comunidade de Países de Língua Portuguesa, sobre direitos da criança, e pelo Grupo de Lima, sobre situação dos direitos humanos na Venezuela.

Em seu quarto mandato como membro do Conselho de Direitos Humanos, o Brasil continuará a empenhar-se para tornar mais efetivo o trabalho do órgão na promoção e proteção internacional dos direitos humanos.

Ao longo da 43ª sessão, que se encerra em 20 de março, estão previstos mais de 200 eventos paralelos, promovidos por países e entidades da sociedade civil.

 

*Com informações do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos

Maiores informações: http://agenciabrasil.ebc.com.br

Categorias
Brasil

Em seu 24º carnaval, Cordão do Boitatá no Rio celebra a ancestralidade

Em seu 24º carnaval, o bloco Cordão do Boitatá anima hoje (23) os foliões em um baile multicultural na Praça XV, no centro da cidade do Rio de Janeiro. O baile deste ano homenageia a ancestralidade por meio da Tia Maria do Jongo, morta no ano passado. Ela era umas das principais figuras do Jongo da Serrinha, grupo que exalta ritmos ligados à ancestralidade africana, como jongo, samba, afoxé, coco, ciranda e cantigas em dialetos africanos.

A produtora do bloco, Flávia Berton, contou que o outro homenageado é Buka Oxumaré, também morto em 2019, que congregava sambistas em seu quiosque na Praia da Barra da Tijuca. “São duas pessoas muito importantes para o Boitatá que representam a cultura negra no Rio de Janeiro de um forma bonita, de luta, de resistência, com muita alegria e com festa que é isso que a gente se propõe fazer aqui”, disse Flávia.

Este é o segundo ano que o Cordão do Boitatá faz financiamento colaborativo para montar seu show na Praça XV. De acordo com Flávia, o grupo resolveu não ter mais patrocínio. No ano passado, o Boitatá arrecadou R$ 80 mil. Este ano, foram R$ 125 mil que cobrem 80% dos gastos. O restante veio de doações e de ensaios com ingressos pagos. “Somos uma rede e podemos movimentar a festa do jeito que a gente quer, sem ter amarras”, afirmou.

Os foliões do Boitatá vão dançar até o fim da tarde deste domingo com mutos artistas convidados, como a cantora Teresa Cristina, o músico Davi Moraes, e o grupo Jongo da Serrinha.

A psicóloga Renata Vargas de Carvalho, de 37 anos, é a musa do Boitatá há sete anos. Com sua faixa de musa e fantasiada de cigana, Renata, que é cadeirante, era das mais animadas à frente do palco. “Venho pela energia, pelas pessoas, e por manter viva essa festa que é o carnaval”.

Os amigos Eliano Lettieri, de 44 anos, Fagner Monteiro, de 38 anos, e Arley Guerra, de 42 anos estavam fantasiados de personagens do filme O Mágico do Oz. “Somos amigos há quase 20 anos e é a primeira vez que a gente resolve sair com personagens famosos”, disse Lettieri.

Eles contaram que são frequentadores assíduos do Boitatá por ser um bloco tradicional e familiar. “É um bloco multicultural, que fala de arte, amor, liberdade. A gente tem identificação com esse bloco porque o carnaval é a união de forças para estarmos sempre em harmonia e alegria”, completou Lettieri.

A produtora de TV Luana Fornaciari, de 40 anos, levou seu bebê Joaquim de sete meses para seu primeiro carnaval. Ela mora na França, mas veio para o Brasil rever a família e aproveitar os dias de folia. Ela acompanha o Boitatá há mais de 14 anos pela qualidade musical do bloco. “Os músicos são os melhores. Então a gente tenta sempre dar um jeito de vir para prestigiar”.

O Cordão do Boitatá começou como um bloco de cortejo carnavalesco há 24 anos. Desde 2006, o bloco também se apresenta em um palco montado na Praça XV.

Maiores informações: http://agenciabrasil.ebc.com.br

Categorias
Brasil Classificados Emprego Governo Justiça Nota

Número de assassinatos aumenta no Ceará após início do motim de PMs

Mais 34 Crimes Violentos Letais Intencionais (homicídio, latrocínio e lesão corporal seguida de morte) foram registrados em todo o Ceará neste sábado (22), segundo a secretaria estadual de Segurança Pública e Defesa Social. Com isto, subiu para 122 o total de mortes violentas registradas desde a última quarta-feira (19), depois que parte dos policiais militares começaram a ocupar quartéis e esvaziar pneus de viaturas em protesto contra a proposta de reajuste salarial que o governo cearense apresentou para a categoria.

Em nota, a secretaria compara o número de crimes violentos registrados dia a dia, ao longo da última semana, para demonstrar o impacto de cinco dias de motim policial no estado. Na segunda-feira (17), véspera do início dos protestos militares, foram registrados apenas três crimes violentos letais intencionais. Na terça-feira (18), foram contabilizados cinco casos. Na quarta-feira (19), o número de ocorrências saltou para 29. Na quinta-feira (20) foram 22 registros. E na sexta-feira, houve o maior número de vítimas até o momento: 37.

Legalmente, policiais militares são proibidos de fazer greve, motivo pelo qual os protestos da categoria são classificados como motim. Na sexta-feira (21), o governo cearense afastou por 120 dias 167 policiais militares que participam da paralisação. Os agentes deverão entregar identificações funcionais, distintivos, armas, algemas, além de quaisquer outros itens que os caracterizem nas suas unidades e ficarão fora da folha de pagamento a partir deste mês de fevereiro.

Os inquéritos militares instaurados contra os agentes afastados serão julgados pela Justiça Militar. Já os procedimentos administrativos disciplinares serão realizados pela Controladoria-Geral de Disciplina (CGD) da própria Polícia Militar.

A pedido do governo cearense, mais de uma centena de policiais da Força Nacional desembarcaram em Fortaleza na última quinta-feira para reforçar a segurança. No mesmo dia, o presidente Jair Bolsonaro autorizou o emprego de até 2,5 mil militares das Forças Armadas no estado. O decreto de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) foi publicado em edição extra do Diário Oficial da União e vale pelo período de 20 a 28 de fevereiro. Policiais rodoviários federais também reforçarão o patrulhamento ostensivo.

No Twitter, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, informou que participará da comitiva com os ministros da Defesa, Fernando Azevedo, e da Advocacia-Geral da União (AGU), André Mendonça. “É tempo de superar a crise e serenar os ânimos. Servir e proteger acima de tudo”, escreveu Moro na rede social.

Maiores informações: http://agenciabrasil.ebc.com.br

Categorias
Brasil

Marinha intensifica fiscalização das embarcações no carnaval

A Operação Verão 2020 – Mares Seguros e Limpos, que conta com mais de 5 mil militares e servidores civis atuando nas capitanias, delegacias e agências da Marinha do Brasil, está a pleno vapor, intensificando ainda mais a fiscalização durante o período de carnaval.

As ações de fiscalização e conscientização observam os seguintes aspectos de segurança: exigência quanto à habilitação dos condutores e documentação da embarcação, material de salvatagem (coletes e boias), extintores de incêndio, luzes de navegação, lotação e estado da embarcação.

A fiscalização está utilizando etilômetros (aparelho que mede o grau de álcool etílico no sangue), para o monitoramento do consumo de bebidas alcoólicas pelos condutores. Os fiscais vão observar também a poluição nas áreas hídricas e nas embarcações.

Maiores informações: http://agenciabrasil.ebc.com.br

Categorias
Brasil Saúde Transporte

Coronavírus: todos os protocolos foram cumpridos, diz ministro

O ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, afirmou hoje (23) que todos os protocolos nacionais e internacionais foram cumpridos para liberar o grupo de 58 pessoas que estavam em quarentena em Anápolis (GO).

Segundo o ministro, todas as determinações da Organização Mundial de Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde foram consideradas para a liberação, que ocorreu na manhã de hoje.

“O Ministério da Saúde orientou e deixou em condições de a gente liberar os 34 [brasileiros que foram resgatados de Wuhan, na China, epicentro do novo coronavírus] e mais os 24 que acompanharam [foram fazer o resgate] a partir do 14º dia”, disse o ministro, acrescendo que foram feitos quatro exames para verificar se estavam infectados com o vírus: um exame ainda na China e outros 3 no Brasil. “Todos com resultado negativo e dentro do prazo de 14 dias”, afirmou o ministro, na Base Aérea de Brasília.

O grupo de 58 foram liberados hoje da quarentena, quatro dias antes do previsto inicialmente (18).

Antes de embarcarem em aviões da Força Aérea Brasileira (FAB), em Anápolis, para as suas cidades, os repatriados participaram de um café da manhã de despedida e de uma cerimônia, com a presença do ministro da Defesa, Fernando Azevedo; do governador do Estado de Goiás, Ronaldo Caiado; e do prefeito de Anápolis, Roberto Naves.

Segundo Ministério da Defesa, o grupo teve apoio de aeronaves da FAB, “em aproveitamento de voos de transporte logístico de material e de militares”. Os destinos foram os seguintes:

Distrito Federal – 20 passageiros, sendo 9 militares, 1 profissional do Ministério da Saúde, 1 profissional da Empresa Brasil de Comunicação (EBC) e 9 repatriados;

São Paulo – 13 passageiros, sendo 11 repatriados, um militar e uma integrante do Ministério da Saúde;

Rio de Janeiro – 11 militares;

Paraná – 5 repatriados;

Santa Catarina – 4 repatriados;

Minas Gerais – 3 repatriados;

Pará – 1 repatriada;

Dois repatriados, transportados para Brasília, seguirão em voos comerciais para o Maranhão e para o Rio Grande do Norte. Um repatriado permanecerá em Anápolis (GO).

Maiores informações: http://agenciabrasil.ebc.com.br

Categorias
Brasil Nota

Cid Gomes tem alta e deixa Hospital Klinikum em Fortaleza

O senador licenciado Cid Gomes (PDT-CE) deixou o Hospital Klinikum, em Fortaleza, na manhã de hoje (23). Gomes foi baleado na última quarta-feira (19), ao usar uma retroescavadeira para tentar entrar em um batalhão da Polícia Militar ocupado por PMs amotinados.

Em nota divulgada nas redes sociais, assessores informam que Gomes deixou o hospital no fim da manhã e foi para sua residência, na capital cearense, onde continuará realizando fisioterapia respiratória. O senador licenciado também terá que continuar tomando os medicamentos recomendados para evitar uma infecção bacteriana e auxiliar no reestabelecimento da função pulmonar.

Ainda na nota, os assessores informam que os exames clínicos confirmaram dois projéteis alojados em seu tórax, um ao lado de uma costela e outro no pulmão esquerdo. A princípio, Gomes não deve ser submetido a novos procedimentos cirúrgicos para a retirada desses projéteis.

O Núcleo de Homicídios da Delegacia Regional de Sobral instaurou inquérito para investigar os tiros disparados contra o senador licenciado. De acordo com a secretaria estadual de Segurança Pública, a Polícia Civil vai atuar em conjunto com a Polícia Federal (PF) na investigação.

Logo após ser baleado, Gomes foi levado para o Hospital do Coração de Sobral, instituição filantrópica administrada pela Santa Casa de Misericórdia de Sobral, onde foi internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e submetido a exames de tomografia que apontaram que os tiros não causaram nenhuma alteração neurológica ou cardíaca na vítima. Na quinta-feira (20), Gomes recebeu alta da UTI e foi transferido para o hospital particular Klinikum.

Cid Gomes está licenciado do Senado, sem pagamento de salário, desde o início de dezembro, para resolver assuntos particulares. A licença do senador do PDT do Ceará é de 120 dias. Durante esse período, Prisco Bezerra (PDT-CE) o substitui no Senado.

Maiores informações: http://agenciabrasil.ebc.com.br

Categorias
Brasil Governo

Polícia paulista prende 333 pessoas no sábado de carnaval

Pelo menos 333 pessoas foram detidas em todo o estado de São Paulo durante o sábado de carnaval, e acordo com dados do governo estadual. Foram abordadas 36.711 na chamada Operação Carnaval Mais Seguro, que levou às ruas 23 mil policiais para reforçar a segurança durante a folia paulista.

Na região da Praça da República, no Centro da capital, foi preso um homem que atacou um motorista com uma faca. Ele foi detido por policiais militares e encaminhado ao 2ª DP. A vítima foi socorrida à Santa Casa de Misericórdia. Ainda na capital paulista, policiais civis prenderam duas venezuelanas na região do Ibirapuera. As criminosas foram flagradas por policiais civis com mais de 30 telefones celulares produtos de roubo ou furto. O caso foi registrado no 78º DP.

Nas estradas, a Polícia Rodoviária prendeu duas pessoas que transportavam um fuzil, três submetralhadoras, quatro pistolas, cinco carabinas, 200 munições e 38 carregadores. Os detidos estavam em dois veículos que foram abordados por uma equipe do Tático Ostensivo Rodoviário (TOR) na cidade de Taquarivaí, no interior.

Ao longo do sábado de carnaval, 39 aparelhos celulares foram apreendidos, sendo quatro recuperados, produtos de roubos ou furtos, e 35 sem origem comprovada para averiguação. No período também foram recuperados 74 veículos, 16 quilos de entorpecentes apreendidos e 18 armas retiradas das ruas.

Foram feitas ainda 24.531 fiscalizações de veículos. Os condutores foram submetidos ao teste do etilômetro, resultando em 226 autuações por dirigir alcoolizados ou depois de terem usado substâncias psicoativas. Outros 441 foram presos por se recusarem a realizar o teste, outros 10 em flagrante pelo artigo 306 do Código Brasileiro de Trânsito.

Maiores informações: http://agenciabrasil.ebc.com.br

Categorias
Brasil Saúde

Sábado de carnaval no Rio teve mais de 1 milhão de foliões nas ruas

O sábado de carnaval no Rio Janeiro teve, até o início da noite, cerca de 1 milhão de foliões pelas ruas da cidade, segundo levantamento feito pela prefeitura carioca. O centenário bloco Cordão da Bola Preta levou 630 mil foliões ao centro do Rio. Outros 57 blocos desfilaram até o fim da noite de ontem (22).

A Companhia Municipal de Limpeza Urbana (Comlurb) removeu 61,4 toneladas de resíduos dos blocos que saíram sexta-feira (21) e sábado, e após os desfiles das Escolas do Grupo de Acesso A, no Sambódromo. Na Marquês de Sapucaí, foram recolhidas 25,4 toneladas de resíduos, sendo 2,9 toneladas de materiais potencialmente recicláveis. Na área externa, o total de lixo recolhido foi de 16,2 toneladas.

Cordão da Bola Preta faz seu 102º pelas ruas do centro do Rio
Cordão da Bola Preta faz seu 102º pelas ruas do centro do Rio de Janeiro – Tomaz Silva/Agência Brasil

O Lixo Zero emitiu até as 17h de sábado 196 multas, sendo 182 por urinar em vias públicas, no valor de R$ 607,54 e 14 multas pelo descarte irregular de pequenos resíduos, no valor de R$ 221,75.

Postos pré-hospitalares da Secretaria Municipal de Saúde fizeram 223 atendimentos no Sambódromo e no desfile do Cordão da Bola Preta. Cinco dos 23 pacientes socorridos nas unidades da Carioca e da Rua Ana Amélia foram transferidos para hospitais, durante a passagem do Bola Preta.

Na primeira noite de desfiles da série A, de sexta para sábado, 200 pessoas foram atendidas no Sambódromo. Dezesseis pacientes, com quadros mais complexos, foram transferidos. A Secretaria de Saúde tem 11 postos funcionando até o fim do carnaval, sendo sete na Sapucaí.

Segundo a Empresa de Turismo do Município do Rio de Janeiro (Riotur), este mês, mais de cem mil turistas chegam ao Rio pelo mar em 12 transatlânticos. Entre os dias 21 e 24, o Rio recebe mais de 27 mil visitantes, sendo 11 mil apenas no sábado de carnaval, em quatro embarcações sendo duas delas internacionais (Buenos Aires e Montevidéu). Há previsão de uma injeção de US$ 30 milhões na economia carioca no mês da folia. Esta já é considerada a melhor temporada de navios internacionais em 20 anos.

A Riotur estima que, durante o carnaval, cerca de 7 milhões de pessoas curtirão a folia na cidade sendo 2 milhões de turistas.

Maiores informações: http://agenciabrasil.ebc.com.br

Categorias
Brasil

Marcado pelo turismo, carnaval deve movimentar R$ 8 bi na economia

Um dos principais feriados prolongados do ano deve representar uma injeção de recursos na economia. Com pelo menos 36 milhões de brasileiros aproveitando a festa, o carnaval deve movimentar R$ 8 bilhões neste ano.

Responsável pela estimativa de faturamento, a Confederação Nacional do Comércio (CNC) calcula que, em termos de receita, esse será o melhor carnaval desde 2015. A entidade estima a contratação de 25,4 mil trabalhadores temporários em todo o país, alta de 2,8% em relação ao carnaval do ano passado.

Embora boa parte do comércio feche no feriado, os efeitos serão compensados pelo turismo. Segundo a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (Abih), a ocupação média ultrapassará 60% em todo o país, mas diversos destinos terão lotação praticamente cheia. O índice de reservas confirmadas chega a 95% em Pernambuco e em Salvador (com picos de 100% na capital baiana); 90% no Rio Grande do Norte e no Rio de Janeiro; 80% no Ceará, em Alagoas e na Paraíba; e 80% em Minas Gerais. A maioria das capitais, segundo a associação, registra crescimento em relação ao ano passado.

Folia

Além da movimentação dos turistas, os foliões locais aquecerão a festa. Segundo levantamento do Ministério do Turismo, 36 milhões de brasileiros aproveitarão os dias de folia nos seis principais destinos carnavalescos do país e no Distrito Federal, entre viajantes e moradores.

No Rio de Janeiro, o carnaval deve reunir 7 milhões de foliões nos blocos e nos desfiles das escolas de samba. Desse total, 1,9 milhões virão de outros estados e de outros países. Em Pernambuco, a expectativa é que 3,7 milhões curtam o carnaval nas famosas ladeiras de Olinda e 1,6 milhão na capital, Recife.

Em Minas Gerais, 5 milhões de pessoas devem aproveitar os dias de festa em Belo Horizonte, caso o impasse para a circulação de trios elétricos seja resolvido. O carnaval de Salvador deve reunir 3 milhões de foliões, dos quais 854 mil turistas. No Distrito Federal, 1,2 milhão de pessoas devem aproveitar a festa.

Descanso

Quem prefere distância da folia também movimenta a economia no carnaval. Segundo pesquisa do portal Booking.com, especializado em reservas de hospedagem online, mais brasileiros vão aproveitar o feriado para relaxar do que para festejar. De acordo com a plataforma, 49% dos brasileiros pretendem viajar durante o carnaval neste ano. Desse total, 23% vão cair na folia e 26% pretendem descansar.

Os números da Abih confirmam a preferência pela tranquilidade. No Mato Grosso do Sul, a ocupação está em 95% nas regiões do Pantanal e no município de Bonito (MS) e 75% em Corumbá. No Pará, os municípios próximos a Belém registram procura em torno de 90%. No Sul, a taxa de ocupação deve chegar a 75% em Florianópolis (85% nos hotéis da região de praias) e a 85% em Foz do Iguaçu (PR) e no litoral paranaense.

Destino turístico tradicional em todas as épocas do ano, a Serra Gaúcha também registrará movimentação alta no carnaval. Na Região das Hortênsias, que abrange Gramado e Canela, a ocupação deve chegar aos 100%. Na Região dos Vinhedos, em Bento Gonçalves e arredores, a taxa esperada está em 70%.

Maiores informações: http://agenciabrasil.ebc.com.br

Categorias
Brasil Saúde Transporte

Coronavírus: brasileiros deixam quarentena na Base Aérea de Anápolis

O grupo de 58 repatriados da China que estava em quarentena na Base Aérea de Anápolis foi liberado hoje (23), quatro dias antes do previsto.

Antes de embarcarem em aviões da Força Aérea Brasileira (FAB), em Anápolis, para as suas cidades, os repatriados participaram de um café da manhã de despedida e de uma cerimônia, com a presença do ministro da Defesa, Fernando Azevedo, do governador do Estado de Goiás, Ronaldo Caiado, e do prefeito de Anápolis, Roberto Naves.

Em fala a integrantes da operação de resgate dos brasileiros, o ministro da Defesa, Fernando Azevedo, disse que o sentimento era de “orgulho, de missão cumprida”, ao concluir a Operação Regresso à Pátria Amada Brasil. Azevedo agradeceu a todos que participaram do acolhimento ao grupo de repatriados.

A liberação foi feita após a confirmação de que os repatriados não estão infectados pelo novo coronavírus. Na última sexta-feira (21), foi feita a terceira e última coleta de material no Brasil para exame específico para o novo coronavírus e, a análise do Laboratório Central do Estado de Goiás mostrou resultados negativos. Cada um dos repatriados recebeu uma declaração do Ministério da Saúde informando o estado de saúde livre da doença pelo novo coronavírus (COVID-19).

Segundo Ministério da Defesa, o grupo será apoiado por aeronaves da FAB, “em aproveitamento de voos de transporte logístico de material e de militares”. Os destinos são os seguintes:

Distrito Federal – 20 passageiros, sendo 9 militares, 1 profissional do Ministério da Saúde, 1 profissional da Empresa Brasil de Comunicação (EBC) e 9 repatriados;

São Paulo – 13 passageiros, sendo 11 repatriados, um militar e uma integrante do Ministério da Saúde;

Rio de Janeiro – 11 militares;

Paraná – 5 repatriados;

Santa Catarina – 4 repatriados;

Minas Gerais – 3 repatriados;

Pará – 1 repatriada;

Dois repatriados, transportados para Brasília, seguirão em voos comerciais para o Maranhão e para o Rio Grande do Norte. Um repatriado permanecerá em Anápolis (GO).

Operação

No dia 5 de fevereiro, duas aeronaves da Força Aérea Brasileira partiram para Wuhan, epicentro da doença que já matou mais de 2.300 pessoas na China. Entre brasileiros e familiares de outras nacionalidades, 34 chegaram ao Brasil no dia 9 de fevereiro. Além dos repatriados, 24 profissionais que fizeram parte do resgate também estavam cumprindo a quarentena inicialmente prevista para durar 18 dias. O procedimento é um protocolo internacional para evitar a disseminação da doença no Brasil. Até o momento, no Brasil, não há registro de casos da doença.

Maiores informações: http://agenciabrasil.ebc.com.br

Categorias
Brasil Justiça

Blocos de rua começam agitar SP com homenagem a Maria Bethânia

A folia espalhada pelas ruas da na cidade de São Paulo continua hoje (23), com diversidade, homenagens e muita alegria. Ao meio-dia, na Avenida Ipiranga, com o Explode Coração, que leva para o carnaval de rua a homenagem à cantora Maria Bethânia. O bloco convida toda a família a ouvir as canções da rainha do bloco, enquanto percorre as ruas do Centro passando pela Praça da República, Avenida São Luis, rua Coronel Xavier de Toledo e a Praça Ramos de Azevedo.

Logo depois, às 13h, no Obelisco do Ibirapuera, a música sertaneja marca presença na folia paulistana com o cantor Michel Teló e seu bloco Bem Sertanejo, que traz mais uma vez à cidade músicas famosas como Ai Se Eu Te Pego, Fugidinha e Humilde Residência.

Preparado para atender demandas específicas da primeira infância, o Bloco Berço Elétrico estava previsto para abrir o dia, mas adiou as atividades para este domingo, no horário de 10h às 14h. Conforme divulgou na quinta-feira (20), em seu perfil no Instagram, o bloco teve que suspender os planos por força de uma ação civil pública que pedia o cancelamento do evento. O local escolhido para a concentração, a Praça Horário Sabino, no bairro Pinheiros, foi mantido.

Às 14h, em Campos Elíseos, o Bloco Afro Ilú Obá de Min, desfila pela quarta vez, representando a luta feminina, ao som de tambores oferecidos a Xangô, orixá cultuado por religiões de matriz africana que significa deus da justiça, dos raios, trovões e do fogo. O coletivo se baseia na arte e preservação da cultura de matriz africana e afro-brasileira para empoderar mulheres para enfrentamento do racismo, machismo e lesbofobia. O trajeto do bloco passa pela alameda Barão de Piracicaba, Rua Ribeiro da Silva, alameda Cleveland, alameda Nothmann, Rua Dino Bueno, Rua Ribeiro da Silva, voltando para a alameda Cleveland, onde se dispersa.

Para ver a programação completa dos blocos de rua de São Paulo basta acessar o site.

Maiores informações: http://agenciabrasil.ebc.com.br

Categorias
Brasil Governo Internet Saúde

Cientistas descartam que coronavírus tenha origem em mercado em Wuhan

Pesquisadores na China afirmam que estudos genéticos mostram que o novo coronavírus não teve origem em um mercado de frutos do mar em Wuhan, na província de Hubei, como suspeitava-se inicialmente.

O Jardim Botânico Tropical Xishuangbanna da Academia Chinesa de Ciências publicou em seu site na internet os resultados de estudos conjuntos com pesquisadores de universidades do país.

Eles afirmam ter analisado dados genéticos de 93 amostras do vírus coletadas em 12 países.

Segundo os resultados, o vírus encontrado no mercado em Wuhan espalhou-se rapidamente a partir daquele local, mas teria vindo originalmente de um outro lugar.

Os pesquisadores afirmam que a conclusão que descartou o mercado como epicentro da epidemia é baseada na análise do momento em que os pacientes ficaram doentes.

O grupo acrescenta que houve aparentemente duas ocasiões em que o vírus se alastrou, primeiro em 8 de dezembro e de novo em 6 de janeiro. De acordo com o estudo, transmissões entre humanos podem ter tido início no começo de dezembro ou até mesmo no fim de novembro.

Ainda segundo os pesquisadores, caso um alerta amplo e significativo tivesse sido feito logo após o crescimento no número de casos no início de janeiro, o alastramento das infecções pelo mundo que acabou ocorrendo a partir do fim daquele mês poderia ter sido menor.

Mortes

Autoridades sanitárias chinesas anunciaram neste domingo (23) que mais 97 pessoas morreram após serem infectadas pelo novo coronavírus. Com a atualização, o número total de mortes causadas pela doença na China continental chegou a 2.442. A maioria das vítimas morava na província de Hubei.

Ao mesmo tempo, outras províncias chinesas reduziram o nível de emergência de saúde pública após notarem uma queda no número de novos casos.

No sábado (22), a província de Liaoning, no nordeste chinês, anunciou que baixou o nível de 1, o patamar mais perigoso, para 3 em uma escala onde o número 4 é o menos grave. O governo de Liaoning disse que nenhum caso novo do vírus foi detectado desde segunda-feira (17).

O novo coronavírus já se espalhou para cerca de 30 países e territórios pelo mundo.

Maiores informações: http://agenciabrasil.ebc.com.br

Categorias
Brasil Governo Internet Saúde

Cientistas descartam que novo vírus tenha origem em mercado em Wuhan

Pesquisadores na China afirmam que estudos genéticos mostram que o novo coronavírus não teve origem em um mercado de frutos do mar em Wuhan, na província de Hubei, como suspeitava-se inicialmente.

O Jardim Botânico Tropical Xishuangbanna da Academia Chinesa de Ciências publicou em seu site na internet os resultados de estudos conjuntos com pesquisadores de universidades do país.

Eles afirmam ter analisado dados genéticos de 93 amostras do vírus coletadas em 12 países.

Segundo os resultados, o vírus encontrado no mercado em Wuhan espalhou-se rapidamente a partir daquele local, mas teria vindo originalmente de um outro lugar.

Os pesquisadores afirmam que a conclusão que descartou o mercado como epicentro da epidemia é baseada na análise do momento em que os pacientes ficaram doentes.

O grupo acrescenta que houve aparentemente duas ocasiões em que o vírus se alastrou, primeiro em 8 de dezembro e de novo em 6 de janeiro. De acordo com o estudo, transmissões entre humanos podem ter tido início no começo de dezembro ou até mesmo no fim de novembro.

Ainda segundo os pesquisadores, caso um alerta amplo e significativo tivesse sido feito logo após o crescimento no número de casos no início de janeiro, o alastramento das infecções pelo mundo que acabou ocorrendo a partir do fim daquele mês poderia ter sido menor.

Mortes

Autoridades sanitárias chinesas anunciaram neste domingo (23) que mais 97 pessoas morreram após serem infectadas pelo novo coronavírus. Com a atualização, o número total de mortes causadas pela doença na China continental chegou a 2.442. A maioria das vítimas morava na província de Hubei.

Ao mesmo tempo, outras províncias chinesas reduziram o nível de emergência de saúde pública após notarem uma queda no número de novos casos.

No sábado (22), a província de Liaoning, no nordeste chinês, anunciou que baixou o nível de 1, o patamar mais perigoso, para 3 em uma escala onde o número 4 é o menos grave. O governo de Liaoning disse que nenhum caso novo do vírus foi detectado desde segunda-feira (17).

O novo coronavírus já se espalhou para cerca de 30 países e territórios pelo mundo.

Maiores informações: http://agenciabrasil.ebc.com.br

Categorias
Brasil Saúde Televisão

Síndrome metabólica em adolescentes é tema de pesquisa da Capes

Uma pesquisa da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) mostrou que adolescentes entre 12 a 17 anos de idade passam 3 horas por dia, em média, em frente a telas de computador, tablet, televisão, videogames e celular. A partir daí, os pesquisadores bolsistas da Capes estudaram uma relação este tempo sedentário e o desenvolvimento de síndrome metabólica.

 “O nosso foco, no caso, para esse estudo, é síndrome metabólica, que é uma constelação de fatores de risco que envolvem obesidade abdominal, questões relacionadas a diabetes, colesterol, pressão arterial elevada”, disse à Agência Brasil o pesquisador Felipe Cureau, autor do estudo junto com a fisioterapeuta Camila Schaan. Ambos têm doutorado em endocrinologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

A primeira parte desse trabalho foi concluída e publicado recentemente no periódico holandês International Journal of Behavioral Nutrition and Physical Activity.

O trabalho faz parte do Estudo de Riscos Cardiovasculares em Adolescentes (Erica) e utilizou dados de 36 mil adolescentes de todo o país, na faixa etária de 12 a 17 anos, durante 2013 e 2014. Apurou-se então que o tempo médio em frente a telas foi de 3 horas diárias. Felipe Cureau destacou, contudo, que foi percebida variação entre os entrevistados, desde jovens que preferiam não ficar diante de telas até adolescentes que passavam mais de 7 horas diante do computador ou celular.

Alimentação

A análise entre o tempo sedentário e o desenvolvimento de síndrome metabólica mostra que o comportamento alimentar que esses adolescentes tinham enquanto estavam ficavam no computador é muito importante, indicou Cureau. “Quanto maior o tempo em frente à tela, maior o risco para síndrome metabólica”. Ao todo, 2,6% dos jovens consultados apresentaram síndrome metabólica.

O pesquisador ressaltou que quando se avalia o que os jovens comem durante o tempo frente a telas, o que se constata é que, mesmo aqueles que ficam mais tempo, se não comerem nenhum tipo de petisco ou guloseima, eles acabam eliminando esse risco associado ao tempo de tela. Segundo Felipe Coureau, à medida que a pessoa fica mais tempo diante da tela, ela está mais exposta a propagandas e ao merchandising de alimentos ultraprocessados, como hambúrguer e petiscos em geral, e acaba ficando mais suscetível, em algum momento, a começar a consumir esse tipo de alimento.

“As duas coisas, para nós, parecem que estão bastante interligadas. É muito difícil que elas (pessoas) fiquem tanto tempo frente à tela e não comam nada”, indicou o pesquisador. “Comportamentos não saudáveis, e não simplesmente o fato de estar sentado, se associam com fatores de risco para doença cardiovascular em adolescentes”, reforçou Camila Schaan.

De acordo com Felipe Coureau, ao mesmo tempo que se deve evitar esse tipo de alimentação em frente à tela, é preciso limitar o tempo de tela para que essa exposição não propicie alimentação. Há alguns anos, Felipe Coureau estuda a questão da saúde dos adolescentes, especialmente comportamentos desses jovens e como eles se relacionam com problemas de saúde. Disse que até pouco tempo, os problemas eram observados apenas na população adulta mas, hoje, são muito frequentes entre os adolescentes. Entre eles, destacou obesidade, diabetes, hipertensão.

Tempo sedentário

Dentro do contexto de atividade física, passou-se a estudar o chamado tempo sedentário, em que as pessoas ficam vendo televisão, lendo, às vezes estudando. “E dentro da questão do tempo sedentário, surgiu a pesquisa”, disse Coureau. Como o sedentarismo pode resultar em uma morbidade ou distúrbio, os pesquisadores bolsistas da Capes dedicaram-se ao estudo sobre os adolescentes diante de telas com o objetivo de prevenir. “A ideia de estudar os adolescentes é para que a gente possa identificar de forma precoce e tentar prevenir uma doença, ou algum outro problema, antes que se espalhe em definitivo”.

Os resultados do estudo servem também como alerta aos pais. “A participação dos pais é fundamental, principalmente no que respeita à alimentação porque, normalmente, são eles os responsáveis pela alimentação dos filhos”.

Desdobramento

O estudo desenvolvido por Felipe Cureau e Camila Schaan já está tendo desdobramento. Eles começaram no ano passado a coletar dados de alguns dos adolescentes, como um estudo de corte, para ver se as questões abordadas na primeira coleta tiveram repercussão na vida dos jovens cinco anos depois, na fase em que eles estão na transição da adolescência para a idade adulta. Essa segunda etapa do trabalho está sendo realizada em quatro capitais (Porto Alegre, Rio de Janeiro, Brasília e Fortaleza) por pesquisadores das universidades federais do Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Ceará, da Universidade de Brasília (UNB) e do Hospital das Clínicas de Porto Alegre, além de outras instituições.

A previsão é concluir essa segunda fase do estudo ainda este ano, prevendo-se a divulgação dos resultados ao longo de 2021. Quando essa pesquisa for encerrada, Felipe Coureau e Camila Schaan pretendem verificar se o que viram no momento anterior permanece, se isso gera uma gravidade maior ou se não tem grande influência ao longo da vida dos adolescentes entrevistados. “O acompanhamento te dá um melhor olhar”, disse Camila.

Os dois bolsistas da Capes querem, com o estudo, estimular os adolescentes brasileiros a terem uma vida mais saudável, com a realização de atividades físicas, e a fazerem melhores escolhas alimentares, evitando alimentos ultraprocessados e industrializados, a buscarem alimentação mais saudável no contexto familiar. “Isso é o que a gente sempre tenta passar como mensagem principal”.

A primeira etapa do estudo teve financiamento da Capes, do Ministério da Saúde e do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), além de financiamentos locais e das universidades que estão sediando o estudo agora.

Políticas públicas

Camila Schaan afirmou que a meta é terminar o estudo e divulgar os resultados para a população. Ao mesmo tempo, ela espera que as conclusões possam ajudar o Ministério da Saúde na formulação de políticas públicas eficientes para esse segmento da sociedade, que sejam implementadas nas várias regiões brasileiras.

Maiores informações: http://agenciabrasil.ebc.com.br

Categorias
Brasil Saúde Sexo

Serviço militar aberto às mulheres está em discussão no Senado

O serviço militar aberto às mulheres está em discussão no Senado, na forma de um Projeto de Lei (PL) apresentado em 2015 pela então senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM). O PL está tramitando no Senado e há previsão de ser apreciado pela Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) após o carnaval.

O relator escolhido para a matéria foi Esperidião Amin (PP-SC). Em seu relatório, porém, ele afirmou que os gastos extrapolariam a Lei de Responsabilidade Fiscal. Amin usou custos estimados pelas Forças Armadas.

Os dados dos militares consideraram um efetivo feminino da ordem de 10% dos recrutas convocados no ano de 2019 (60 mil recrutas). No âmbito do Comando da Marinha, o impacto seria de R$ 23 milhões; no Exército, o impacto seria de R$ 536,76 milhões; e na Aeronáutica, de R$ 21 milhões. Os custos somariam R$ 580,76 milhões para receber 6 mil mulheres.

“Fica clara a violação dos art. 16 e 17 da Lei de Responsabilidade Fiscal comprometendo-se com despesas que não possuem respaldo no Plano Plurianual (PPA), Lei Orçamentária Anual, Lei de Diretrizes Orçamentárias e violando às metas fiscais. O país passa por uma grave situação fiscal”, disse Amin em seu relatório.

Existem divergências em relação à visão do relator. Para o senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE), por exemplo, os custos informados pelas Forças Armadas são maiores do que se verificaria na prática. “O custo indicado pelo Ministério da Defesa aponta para algo em torno de R$ 100 mil por recruta, o que me parece uma avaliação bastante elevada. Quando ele coloca R$ 581 milhões, são 60 mil recrutas no total, ao ano e 10% disso, 6 mil, em torno de R$100 mil. Está um tanto quanto elevado”.

Alguns senadores pediram vista coletiva. O líder do PT no Senado, Rogério Carvalho (SE), sugeriu alterações no relatório, prevendo o serviço militar feminino até o limite orçamentário. Amin sinalizou acatar a sugestão de Carvalho e afirmou que será favorável ao projeto, apesar do apontamento sobre os custos.

O projeto

A proposta diz que as mulheres podem prestar o serviço militar voluntariamente. Ao contrário dos homens, que devem se apresentar obrigatoriamente ao completarem 18 anos, as mulheres só fariam se quisessem, mas teriam que manifestar interesse de fazê-lo na mesma idade.

“O projeto tem o caráter de ação afirmativa e destina-se a assegurar às mulheres a prestação do serviço militar. Com isso, pretendemos dar às mulheres a oportunidade de participarem da realização desse serviço, que tantas lições de cidadania têm prestado aos brasileiros, com acesso igual para todos os gêneros”, disse Grazziotin em seu projeto.

No texto, ela também destacou que as mulheres já vêm desempenhando papéis nas Forças Armadas, com exceção da área de combate. “A mulher ocupa cargo e concorre às promoções nas mesmas condições de igualdade para os militares do sexo masculino. A maioria das oficiais e sargentos encontram-se lotadas nos quartéis-generais, nas organizações militares de saúde, nos estabelecimentos de ensino e nos órgãos de assessoramento”.

O projeto foi aprovado, ainda em 2015, pela Comissão de Direitos Humanos (CDH). Depois seguiu para a Comissão de Relações Exteriores (CRE), mas o projeto ainda não foi votado porque Amin pediu manifestação da CAE. Mesmo que tenha o parecer pela rejeição aprovado na CAE, o projeto volta para a análise terminativa na CRE. Se lá for aprovado e não houver recurso para análise em Plenário, o texto seguirá para a Câmara dos Deputados.

*Com informações da Agência Senado

Maiores informações: http://agenciabrasil.ebc.com.br

Categorias
Brasil Floresta Humor Remédio Televisão

Anhembi terá na noite de hoje desfile das escolas do Grupo de Acesso

Mais foliões devem comparecer, na noite de hoje (23), ao sambódromo do Anhembi, para assistir aos primeiros desfiles das escolas de samba do Grupo de Acesso, considerado a segunda divisão do carnaval de São Paulo. Das oito agremiações que se apresentarão, duas sairão vitoriosas como primeira e segunda colocadas, tendo direito a participar do desfile das campeãs, no próximo sábado (29). Com seu estandarte vermelho, branco e preto, a Independente Tricolor entrará na passarela com uma mensagem sobre sonhos, fé e ideais. A leitura feita pela escola em torno do tema pode ser conferida a partir das 21h.

Aberta a passagem no sambódromo, a licença é concedida, uma hora depois, à Estrela do Terceiro Milênio. A agremiação se apresenta com um samba-enredo que presta homenagem aos artistas de Parintins, no Amazonas. O município é um dos principais polos culturais do norte do país, tendo ganho fama por sediar festas do Boi Bumbá e ser reconhecido como Patrimônio Cultural do Brasil, pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). O desfile da Estrela do Terceiro Milênio é sucedido pelo da Nenê de Vila Matilde, uma das mais tradicionais do carnaval de São Paulo. Fundada em 1949, a escola resgata, este ano, a história da cerveja.

À meia-noite, a vez é da Leandro de Itaquera, que desfila com representações da ancestralidade africana. A agremiação surgiu em 1982, em um contexto curioso e incomum. Na festa de aniversário, Karin Darling pediu ao pai que a presenteasse com uma escola de samba. Leandro Alves Martins atendeu ao pedido da filha e hoje os dois são, respectivamente, presidente e vice-presidente da agremiação.

À 1h da madrugada, começa a segunda metade dos desfiles programados para o dia, com a entrada da Mocidade Unida da Mooca no sambódromo. Nesta edição, a escola saúda o ativismo de um dos maiores líderes brasileiros na luta contra o racismo, Abdias do Nascimento, falecido em maio de 2011. Dramaturgo, escritor e pintor, ele assinou importantes obras sobre a temática, como Sortilégio, Dramas para Negros e Prólogo para Brancos e O Negro Revoltado. Sua contribuição, porém, não parou por aí, já que também defendeu os direitos de afrodescendentes nos Poderes Executivo e Legislativo.

Na sequência, a Acadêmicos do Tucuruvi toma conta da avenida, com uma homenagem ao multiartista Chico Anysio. Nascido em Maranguape, região metropolitana de Fortaleza, ele ficou mais conhecido por sua atuação na televisão, recebendo a alcunha de Mestre do Humor. Apesar disso, fez carreira no cinema e no rádio e também escreveu contos e compôs músicas, uma delas com o cantor Wando e outra com Wilson Simonal.

A reta final dos desfiles vai se aproximando, às 3h, com o retrato de mais uma personalidade: Carlinhos Brown. A Camisa Verde e Branco coloca em evidência a trajetória do músico, que fundou o grupo Timbalada, na década de 1980, e conquistou projeção nacional e internacional, com a composição de canções interpretadas por ícones brasileiros, como Maria Bethânia, Gal Costa e Caetano Veloso. No total, o artista lançou 15 álbuns e, atualmente, divide sua atenção com outros projetos, centrados em ação social e artes visuais.

A noite se encerra com chave de ouro, em um desfile da Vai-Vai que comemora seus 90 anos de existência. A escola surgiu organizada por um grupo de “penetras” das rodas de samba do bairro Bixiga, chamadas, à época, de Cai-Cai. O nome da Vai-Vai é uma referência ao gesto de afastar alguém indesejado com a expressão “vai, vai”. Hoje, é uma das agremiações mais populares de São Paulo.

Confira, abaixo, a lista das escolas que desfilarão hoje (23) e seus respectivos sambas-enredos:

21h – Independente Tricolor, com “Utopia — É Preciso Acreditar”

22h – Estrela do Terceiro Milênio, com “No Coração da Floresta Nascem Estrelas Que Brilham no Meu Carnaval”

23h – Nenê de Vila Matilde, com “O Presente da Deusa e o Brinde da Águia”

00h – Leandro de Itaquera, com “Das Savanas Africanas às Savanas de Itaquera… – Sou África! Berço do Mundo. Leões de uma Força Abençoada!”

1h – Mocidade Unida da Mooca, com “A Ópera Negra de Abdias do Nascimento”

2h – Acadêmicos do Tucuruvi, com “Faces de Anysio, o Eterno Chico. Sorrir É… E Sempre Será o Melhor Remédio”

3h – Camisa Verde e Branco, com “Ajayô: Carlinhos Brown, candomblés, tambores e batuques ancestrais”

4h – Vai-Vai, com “Vai-Vai de Corpo & Álamo”

Maiores informações: http://agenciabrasil.ebc.com.br

Categorias
Brasil

Mega-Sena acumula pela 16ª vez e prêmio vai para R$ 200 milhões

Ninguém acertou as seis dezenas da Mega-Sena nesse sábado (22) de carnaval. O sorteio foi realizado no Espaço Loterias Caixa, no Terminal Rodoviário Tietê, na cidade de São Paulo.

Esta é a 16ª vez que o prêmio acumula, um recorde para a modalidade. Os números sorteados foram: 07 – 20 – 38 – 43 – 45 – 53.

De acordo com a Caixa, a estimativa é de que o prêmio seja de R$ 200 milhões no próximo concurso que, excepcionalmente (27), será realizado na quinta-feira (27), por causa do carnaval.

A quina teve 190 ganhadores e cada um vai receber R$ 56.213,79. A quadra saiu para 14.982 apostadores, devendo pagar R$ 1.018,42 a cada um dos acertadores.

Maiores informações: http://agenciabrasil.ebc.com.br

Categorias
Brasil Criança

Estácio dá largada ao desfile do Grupo Especial, na Sapucaí

Neste domingo (23) sete escolas vão passar pela Marquês de Sapucaí abrindo os desfiles do Grupo Especial, considerado a elite do carnaval carioca. Entre agremiações campeãs e vice-campeãs, carnavalescos experientes e estreantes e enredos questionadores, o público vai poder assistir temas diferentes que apresentam questões atuais e história.

Estácio

A primeira a entrar na Marquês de Sapucaí será a Estácio, que carrega a tradição, porque tem sua origem na Deixa Falar (apontada por especialistas, como a primeira escola de samba do Rio).

A vermelho e branco foi campeã no ano passado no grupo da Série A e ganhou o direito de voltar ao Grupo Especial. A escola que, em 1992, conquistou o seu único campeonato com Paulicéia Desvairada, 70 anos de Modernismo no Brasil, agora, no retorno, quer disputar o título com o enredo Pedra. Para isso, conta com a carnavalesca Rosa Magalhães, uma colecionadora de sete campeonatos pelo Império Serrano, Imperatriz Leopoldinense e Vila Isabel.

O texto do enredo indica que para o ser humano, a pedra representa a permanência do tempo. A história passa por Minas Gerais com a exploração de diamantes e outras pedras preciosas sob o controle da Coroa Portuguesa. Dentro do enredo essas foram as primeiras pedras que o país trilhou.

Na sequência, ainda em Minas, um destaque para o poeta Carlos Drummond de Andrade, que nasceu e cresceu em Itabira. Do seu quarto, gostava de observar o perfil montanhoso do lugar. Ele não é o único, o enredo lembra ainda de outro mineiro, o escritor Guimarães Rosa. O enredo passa também pela Serra dos Carajás, que recebeu o nome de seus antigos moradores: os índios Carajás. No encerramento, uma lasca coletada na Lua conduz a história para mostrar que a Terra vista de longe é azul, mas questiona: Até quando?

A carnavalesca está confiante na recepção do público. “Divirtam-se bastante. O carnaval é um mistério. Acredito que o povo é que vai dizer se gostou ou não gostou. Mas acho que vão gostar”, disse Rosa para quem a mensagem do enredo será interpretada conforme o ponto de vista de cada pessoa. A colecionadora de títulos completou que todas as escolas querem ganhar. “Pode perder ocasionalmente, mas não é a vontade de ninguém lá dentro”, concluiu.

Viradouro

A segunda na avenida será a vermelho e branco de Niterói, que foi vice-campeã no ano passado, depois de ter subido da Série A em 2018, e vem em 2020 com o enredo Viradouro de Alma Lavada, desenvolvido pelos carnavalescos Marcus Ferreira e Tarcísio Zanon. A agremiação vai exaltar este momento de ascensão, mas também a força Bando das Ganhadeiras, lavadeiras de Itapoã, na Bahia, que, musicalmente, resgatou a memória de suas ancestrais.

“A Marquês de Sapucaí pode esperar uma baianidade diferente com uma estamparia exclusiva, surpresas e espetáculos. Apesar de ser um enredo regional com uma densidade cultural é mais do que trazer à luz personagens que se identificam com a brasilidade”, revelou Zanon à Agência Brasil.

Toda mulher brasileira em sua essência é ganhadeira! É assim que aponta o texto de apresentação do enredo. A essência está presente na representação do sistema de ganhos das lavadeiras que com os seus trabalhos conseguiam o dinheiro para comprar a alforria dos seus parceiros e para o sustento familiar.

“É uma história de empoderamento feminino e com uma mensagem positiva sobre a superação da mulher, nesse momento em que ela ocupa seu espaço em todos os âmbitos da sociedade”, disse.

Mangueira

É com o enredo A Verdade vos Fará Livre, que a Estação Primeira de Mangueira quer conquistar o bicampeonato. A verde e rosa vai trazer como personagem principal Jesus Cristo e mostrar que ele nasceu pobre, deu a sua face mais amorosa aos que lhe viraram as costas, separou o joio do trigo, semeou terrenos férteis, exaltou os humildes e condenou o acúmulo de riqueza.

Vai mostrar também que Jesus se insurgiu “contra o comércio da fé e desafiou a hipocrisia dos líderes religiosos de seu tempo”. O carnavalesco Leandro Vieira, que já tem dois campeonatos pela escola, que será a terceira a desfilar, indicou no texto de apresentação do enredo as questões enfrentadas por Jesus. “Questionou o poder do império romano e condenou a opressão. Seu comportamento pacifista e suas ideias revolucionárias inflamaram o discurso dos algozes que passaram a incitar o estado a decretar sua sentença. O fim todos sabemos: Foi torturado, padeceu e morreu”.

Para o carnavalesco, o enredo não é religioso e diante de tanta importância, Jesus não pode ser representado de maneira única, quando preso à cruz. Cada setor da escola vai trazer uma representação diferente. “Ser um, exclui os demais. Preso à cruz, ele é a extensão de tantos, inclusive daqueles que a escolha pelo modelo ‘oficial’ quis esconder. Sendo assim, sua imagem humana não pode ser apenas branca e masculina”, apontou.

A ressurreição seria no Morro da Mangueira e assim poderia ser saudado pelo povo. “Louvaríamos sua presença afetuosa com samba e batucada. Vestiríamos todos nossa roupa mais cara. Aquela de paetês e purpurina. De cetim com joias falsas. Desfilaríamos diante dele e, em seu louvor, instauraríamos a lei que rege nossos três dias de folia. Sem pecado, irmanados e em pleno estado de graça”, indicou o carnavalesco.

A conclusão é com os integrantes, acompanhados de Jesus, descendo o morro para desfilar explicando que a cruz pesada carregada como fardo ao longo do ano é tirada das suas costas no carnaval. “Ele sorri para a baiana que desce para se apresentar. Ele acena com a mão direita para a passista que amarra a sandália, enquanto a mão esquerda dá a benção para o ritmista que rompe o silêncio com a levada de seu tamborim.

E no recado final, Jesus pede para que toda essa gente que brinca anuncie enquanto canta sorrindo: A verdade vos fará livre.

Paraíso do Tuiuti

Com o enredo O Santo e o Rei: Encantarias de Sebastião, a azul e amarelo do Morro do Tuiuti vai levar para o Sambódromo a história cruzada entre a lenda do rei dom Sebastião e o santo que é padroeiro e defensor da cidade do Rio de Janeiro e da escola. O carnavalesco João Vitor Araújo, que esteve à frente de escolas da Série A, agora tem a responsabilidade de desenvolver o enredo de uma agremiação do Grupo Especial.

A Tuiuti vai lembrar que o nascimento de dom Sebastião, em 20 de janeiro, é a mesma data de São Sebastião. A escola que nos últimos anos marcou os seus desfiles por questões políticas, em 2020 quer mais descontração. Abençoado, o rei parte em conquistas e nas águas sagradas teve a sua lenda difundida.

Saído de Portugal chega ao Maranhão. “Assim, na crença, na magia e nos cânticos, o Rei foi coroado no couro do tambor. Dançou com os deuses, macerou as ervas e bebeu dos segredos das matas. Incorporou-se aos cultos afro-ameríndios.
Entranhou-se, em alumbramento, na alma dos cantadores e poetas populares. Da sua capa real, ornada de brilho e sonho, veio a inspiração para tecerem as vestes do bumba-meu-boi”, diz o texto do enredo.

Conforme o texto, a cidade do padroeiro, de João Gustavo Melo, inspirado no poema O Rei que Mora no Mar, de Ferreira Gullar e nas Encantarias e Brasilidades de Luiz Antônio Simas, o povo, senhor de si, enfim desencantado e despertado na bravura do rei, arrancará as flechas do peito do padroeiro [a imagem de São Sebastião, mostra o mártir ferido por fechas]. “Sebastião, enfim, há de restaurar o que lhe é devido: O trono do Rei e o altar do Santo. E a paz enfim triunfará na cidade cansada de tantas batalhas…Mas nunca da luta!”.

Grande Rio

A vermelho, verde e branco de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, vem perseguindo o título há muito tempo e esse ano renova as esperanças com Tata Londirá – O Canto do Caboclo no Quilombo de Caxias. O enredo faz homenagem a Joãozinho da Gomeia.

Nascido na Bahia, o dançarino conhecido como o Rei do Candomblé, fixou seu terreiro em Caxias, um dos mais respeitados na cultura de origem africana. Lá recebeu até políticos e lutava contra a intolerância religiosa.

E é isso também que a Grande Rio quer mostrar na avenida. O enredo desenvolvido pelos carnavalescos Leonardo Bora e Gabriel Haddad, que também são do grupo de estreantes na elite do carnaval carioca, no seu texto de apresentação indica esta intenção. Destaca ainda a participação de Joãozinho na luta contra os preconceitos.

“É com as bênçãos dos deuses apregoados que o Grêmio Recreativo Escola de Samba Acadêmicos do Grande Rio, nas águas correntes do sonho, levará ao asfalto sagrado uma história dos Brasis profundos. Um olhar para o nosso passado e para o legado de um líder negro, homossexual e nordestino, bailarino que ousou dançar com o poder instituído e enfrentou, queixo alto e voz potente, as navalhas do preconceito”.

União da Ilha

A azul, vermelho e branco da Ilha, a sexta a entrar na Passarela do Samba, costuma fazer desfiles descontraídos e empolgados. Neste ano, passará na avenida com um enredo de nome comprido. Nas encruzilhadas da vida; entre becos, ruas e vielas, a sorte está lançada: Salve-se quem puder. Os carnavalescos são experientes Fran-Sérgio, que por muitos anos esteve na Beija-Flor, e Cahê Rodrigues na Grande Rio e Imperatriz Leopoldinense.

Para contar a história, o enredo destacou uma jovem mãe, negra, pobre, que pensa no futuro que poderá oferecer ao bebê que está sendo gerado em seu ventre. Com isso, a escola quer mostrar que ela é uma brasileira como milhões de outras mulheres vivendo em situação semelhante. Em um elo com o desfile, a mãe acredita que “a Escola de Samba também tem compromisso com a cidadania e que o Samba, com a sua magia, é capaz de operar verdadeiros milagres”.

A Ilha quer que o desfile desperte para a necessidade de a sociedade ser mais amiga e solidária. “Pode faltar arroz, feijão, leite, mas a amizade fala mais alto. Existe sempre um jeitinho de ajudar e ser ajudado. Um sorriso, uma palavra amiga, um olhar de ternura” indicou a escola na apresentação do enredo.

A boa convivência defende também a diversidade religiosa e a importância da fé. “Aqui, existem vizinhos que são do Santo, os que pregam as Sagradas Escrituras, os que louvam o Senhor sobre todas as coisas. Se falta de tudo um pouco, sobra fé. Graças a Deus!”

No fim da história, a mãe mostra que a comunidade se pertence e acaba virando uma irmandade. “É exatamente isso que eu preciso ensinar a esta criança que carrego aqui dentro: mesmo com todos os revezes que povoam o nosso cotidiano, carregamos uma obrigação – que, assim como o Samba, não se aprende no colégio: Amarás o próximo como a ti mesmo.

Portela

A azul e branco de Madureira e Oswaldo Cruz, a escola do Rio com o maior número de títulos (22), vai encerrar o primeiro dia de desfiles e pretende empolgar o público da Marquês de Sapucaí, com o enredo Guajupiá, Terra Sem Males, uma crítica ao homem que não soube dar valor às bênçãos criadas por Monã, o Deus dos Tupinambás no seu paraíso.

Os carnavalescos Renato e Márcia Lage, experientes no Grupo Especial, estão estreando na Portela com enredo que tem muita relação com o Meio Ambiente. A escola tradicional do carnaval do Rio mostrará o nascimento de um tupinambá, com seus ritos e tradições que deveriam garantir bons presságios. O berço em estilo de rede, ornamentado com unhas de onça e garras de águia, foi elaborado com a intenção de que nada de mal lhe acontecesse. Tudo acontece na Karióka, que conforme o texto de apresentação do enredo, é a lendária taba tupinambá, erguida ao lado da “paradisíaca baía de kûánãpará”, o seu Guajupiá. Depois conhecida como Baía de Guanabara.

O enredo diz ainda que “os tupinambás acreditavam que o homem tinha duas substâncias essenciais: uma eterna e outra transitória e ambas, o corpo e a alma, estavam ligadas”. A sabedoria era dos mais velhos que tinham a responsabilidade de repassar “oralmente as histórias, o saber, e as orientações do que deveriam fazer, aos ainda jovens, em cada fase de sua vida”. O enredo questiona ainda o que o homem fez do seu Guajupiá.

Maiores informações: http://agenciabrasil.ebc.com.br

Categorias
Brasil Estrada Saúde

Confira os blocos de rua do RJ deste domingo de carnaval

Começam neste domingo (23) os desfiles das escolas de samba do Grupo Especial do carnaval carioca. Mas a folia para quem quer aproveitar os blocos de rua começa cedo, a partir das 8h. Entre os mais disputados de hoje estão o Cordão do Boitatá, no centro, e o Simpatia é Quase Amor, em Ipanema. Confira a programação oficial da Riotur, com 55 blocos autorizados:

Blocos da Zona Sul

8h – Toco-Xona, Flamengo, Aterro do Flamengo

9h – Bangalafumenga, Flamengo, Aterro do Flamengo

10h – Bloco Areia, Leblon, Av. Delfim Moreira

10h – Fanfinha – Fanfarani Infantil, Botafogo, Praça Chaim Weizmann

10h – Laranjada Samba Clube, Laranjeiras

11h – Banda Du Rio, Copacabana, Av. Atlântica 4240

13h – Carnavalesco Pela Saco, Botafogo, Praça Corumbá

14h – Que Merda É Essa?, Ipanema, Rua Garcia D’avila 170

14h – Bloco Folia do Galo, Copacabana, Rua Júlio de Castilhos

15h – É do Pandeiro!, Laranjeiras, Praça São Salvador

15h – Bambas do Catete, Catete, Rua do Catete 151

15h – Banda do Lidinho, Copacabana, Praça do Lido

15h – Fanfarani, Botafogo

16h – Banda do Bairro Peixoto, Copacabana

16h – Simpatia É Quase Amor, Ipanema, Rua Teixeira de Melo

17h – Bloco Cultural Ai Que Vergonha, São Conrado, Av. Pref. Mendes de Morais

18h – Banda do Choppinho da Paula Freitas, Copacabana, Rua Paula Freitas

19h – Coração das Crianças, Rocinha, Estr. da Gávea 427

Zona Norte

11h – Quer Swingar Vem Pra Cá, Vila Isabel, Praça Barão de Drumond

15h – Bloco Marcha Nerd, Tijuca, Praça Cmte. Xavier de Brito

16h – Bloco do Limão do Picareta, Honório Gurgel, Rua Jurubaiba

16h – Bloco Chega Mais, Piedade, Rua Padre Manuel da Nóbrega

16h – Banda Vem Comigo, Vila Cosmos, Rua Itacambira

17h – Birita Mas Não Cai, Madureira, Estrada do Portela 446

17h – Cabrito Mamador, Dendê, Rua São Sebastião

18h – Grêmio Recreativo Bloco Carnavalesco Piranhas da Senador Nabuco de Vila Isabel, Vila Isabel, Boulevard 28 de Setembro

18h – Bloco Carnavalesco Perereca do Grajaú, Grajaú, Praça Edmundo Rêgo

18h – Bloco do Boi de Anchieta, Anchieta, Praça Nossa Sra. de Nazaré

18h – Bloco Bonecas Deslumbradas de Olaria, Olaria, Rua Conselheiro Paulino 567

20h – Bloco Balanço do Pinto, Tijuca, Rua Pinto de Figueiredo 26

20h – Bloco da Tchetcheca, Engenho de Dentro, Rua Pernambuco 274

21h – Banda Raizes da Vila da Penha, Vila da Penha, Rua São João Gualberto

Centro

11h – Cordão do Boitatá, Centro, Largo do Paço

12h – É Tudo Ou Nada?!, Centro, Rua Camerino 185

15h – Bloco Toca Rauuul, Centro, Praça Tiradentes

16h – Carioca da Gema, Lapa, Rua dos Arcos 24

16h – Badalo de Santa Teresa, Santa Teresa, Rua Monte Alegre

17h – Banda da Amizade, Centro

17h – Bloco Porre Certo, Praça Seca, Rua Jerônimo Pinto

18h – G.R Banda da Conceição, Saúde, Praça Maj. Valo

Zona Oeste

9h – Bloco do Clareou, Barra da Tijuca, Av. Lúcio Costa 2970

9h – Bloco Buda da Barra, Barra da Tijuca, Av. Lúcio Costa 3.646

9h – Me Beija, Me Adota!, Barra da Tijuca, Praça São Perpétuo

13h – Bloco Carnavalesco Arrastão da Barra de Guaratiba, Barra de Guaratiba, Estrada da Vendinha 3795

14h – Vem Que Eu Te Abraço, Padre Miguel, Rua Caridade 113

14h – G.R.E.S Princesinha do Recreio, Recreio dos Bandeirantes, Av. Lúcio Costa 16.410

17h – Grbc Alegria do São Bento, Padre Miguel, Praça das Juras

18h – Bloco Abraço do Urso, Santíssimo, Estrada dos Sete Riachos 382

18h – Coroinha, Pedra de Guaratiba, Rua Barros de Alarcão

18h – Bloco do Boi “Só Falta Você “, Pedra de Guaratiba

19h – Grêmio Recreativo Bloco Carnavalesco Mau Mau de Bangu, Bangu, Rua Acanto

19h – Bloco Carnavalesco Caras de Tigre de Bangu, Bangu, Rua Ribeiro de Andrade 270

20h – Queima de Bangu, Bangu, Rua Agrícola

20h – Grbc Mocidade de Santíssimo, Bangu, Rua Boiobi

20h – Bloco Confetes e Serpentinas, Pedra de Guaratiba

 

Maiores informações: http://agenciabrasil.ebc.com.br