Categorias
Brasil Crime Governo Presidente da República

Bolsonaro diz que, em 2005, Adriano Nóbrega era herói da PM do Rio

O presidente da República, Jair Bolsonaro, após participar hoje (15) da inauguração da alça de ligação da Ponte Rio-Niterói à Linha Vermelha, na cidade do Rio de Janeiro, falou com a imprensa sobre Adriano Nóbrega.

O presidente disse que, em 2005, o policial militar Adriano Nóbrega, era um herói da Polícia Militar do Rio de Janeiro (PMRJ) pelas suas ações no combate ao crime. “Sem querer defendê-lo, desconheço a vida pregressa dele. Naquele ano [2005], ele era herói da Polícia Militar”. Bolsonaro destacou também não ter ligações com a milícia do Rio. “Não conheço a milícia do Rio de Janeiro, não existe nenhuma ligação minha com a milícia do Rio de Janeiro. Zero.”

O ex-capitão do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) da PMRJ foi morto no dia 9, no município de Esplanada, na Bahia. Nóbrega era investigado por diversos crimes, e procurado pela Polícia Civil do Rio de Janeiro. Ele era também acusado de envolvimento nas mortes da vereadora Marielle Franco e do seu motorista Anderson Franco.

 Ao lado do pai, o senador Flávio Bolsonaro, sem partido, explicou a homenagem que fez a Nóbrega, em 2005. “Eu, como deputado estadual, homenageei centenas e centenas de policiais militares que venciam a morte todos os dias, que sobreviviam à troca de tiros contra traficantes e vou continuar defendendo”, disse. “Não adianta querer vincular à milícia, porque não tem nada com milícia. Condecorei Adriano há mais de 15 anos”, completou.

Cerimônia religiosa

Após a inauguração da alça rodoviária, o presidente participou da celebração religiosa de homenagem aos 40 Anos da Igreja Internacional da Graça de Deus, na Praia de Botafogo, na zona sul da cidade.

Ao chegar ao palco, o presidente foi aplaudido e disse: “O Brasil é laico, mas o presidente é cristão. O Brasil está mudando”, ressaltou, “porque tem governo que respeita a família, deve lealdade a seu povo e acredita em Deus”.

Ao final, Bolsonaro agradeceu os votos e disse que o apoio dos evangélicos o ajudou a “vencer os obstáculos”. O presidente deixou o local do evento por volta das 17h.

Maiores informações: http://agenciabrasil.ebc.com.br

Categorias
Brasil Governo Presidente da República

Bolsonaro inaugura alça que liga Ponte Rio-Niterói à Linha Vermelha

O presidente Jair Bolsonaro e representantes do governo federal participaram hoje (15) da cerimônia de inauguração da alça de ligação da Ponte Rio-Niterói à Linha Vermelha, no Rio de Janeiro. Em discurso, o presidente exaltou os militares e destacou a estratégia de concessões e parcerias com o setor privado como forma de desenvolver o país.

“Esta ponte aqui [Ponte Rio-Niterói] foi um decreto de Costa e Silva, eleito, de acordo com a Constituição de 1967, presidente da República; e foi inaugurada no governo [do presidente Emílio Garrastazu] Médici. Esta parte aqui [alça de ligação à Linha Vermelha] é uma extensão dela”, disse. “O Brasil não existiria se não fossem as obras realizadas no governo militar”, completou.

O presidente também se comprometeu a entregar obras que foram iniciadas em governos anteriores, mas que gostaria de fazer mais se não fosse a limitação do orçamento. “Nosso orçamento não nos contempla naquilo que nós gostaríamos de ter, mas procuramos fazer o melhor de nós para todos no Brasil”.

Presente na cerimônia, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, reforçou a estratégia de parcerias com o setor privado como forma de melhorar a infraestrutura do país. Segundo ele, as concessões ao setor privado são um “acerto” e o Brasil “está entrando no caminho certo”.

Participaram também do evento o chefe do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, o general Augusto Heleno; o juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal, além de prefeitos e parlamentares.

Alça de ligação

A partir deste sábado, os veículos coletivos e de passeio que têm permissão de passar na Linha Vermelha poderão trafegar pelo trecho. A alça é um caminho mais rápido para quem sai de Niterói e acessa a Linha Vermelha, no Rio de Janeiro.

A Linha Vermelha é uma das principais vias expressas da capital fluminense, que liga os municípios do Rio e São João de Meriti, passando também por Duque de Caxias.

O viaduto tem 2,5 quilômetros de extensão em trecho elevado e duas faixas de rolamento. Segundo a concessionária Ecoponte, responsável pelo empreendimento, a obra também vai melhorar o trânsito na Avenida Brasil, no sentido zona oeste, atravessando o bairro do Caju. Assim, cerca de 15 mil veículos deixarão de cruzar a via para acessar a Linha Vermelha pela saída da ponte diariamente.

Em paralelo à alça com a Linha Vermelha, a Ecoponte também está construindo a Avenida Portuária, via expressa com dois sentidos, exclusiva para veículos de cargas, que ligará Manguinhos, na Avenida Brasil, com o portão 32 do Cais do Porto, no Caju. Segundo a concessionária, a Avenida Portuária está com 75% da obra concluída e com previsão de ser entregue em agosto de 2020.

O investimento da concessionária é de R$ 450 milhões na alça de ligação da Ponte Rio-Niterói à Linha Vermelha e na Avenida Portuária.

Após a cerimônia, o presidente Jair Bolsonaro participa, na tarde de hoje de celebração religiosa comemorativa dos 40 Anos da Igreja Internacional da Graça de Deus, em Botafogo. Após o evento religioso, Bolsonaro retorna para Brasília.

 

Maiores informações: http://agenciabrasil.ebc.com.br

Categorias
Brasil Política

Entenda: novas regras para recolhimento de lixo eletrônico

Assinado nesta semana pelo presidente Jair Bolsonaro, o decreto 10.240 de 2020 estabelece as regras para implementação do sistema de logística reversa para produtos eletroeletrônicos. O texto regulamenta o mecanismo previsto na Política Nacional de Resíduos Sólidos, sancionada em 2010, para que os fabricantes e importadores desses itens se responsabilizem pelo descarte de forma a reduzir os impactos no meio ambiente.

As empresas podem se associar para a criação de entidades gestoras que vão fazer o trabalho de divulgação e operação do sistema de logística reversa. Pelo decreto, cada companhia vai participar do financiamento na mesma proporção do tamanho dela no mercado. Há a possibilidade ainda das empresas criarem seus mecanismos de coleta de produtos de forma individual.

2017-06-23-metareciclagem-kits-para-doaco-ft-emerson-ferraz-115
Descarte do lixo eletrônico – Emerson Ferraz/GPE/SECOM

É importante que fabricantes e importadores disponibilizem uma rede para que os consumidores levem os eletroeletrônicos fora de uso para o descarte adequado. Essa destinação final deve garantir que os componentes dos aparelhos não contaminem o meio ambiente. Está prevista a possibilidade de reciclagem desses materiais, uma vez que muitas das matérias-primas tem alto valor e podem ser reaproveitadas.

O decreto estipula que a constituição das entidades que vão fazer a gestão da logística reversa seja feita ainda este ano, até o dia 31 de dezembro. Assim, a partir de 2021, devem começar a ser instalados os pontos de coleta e a divulgação do sistema aos consumidores.

O sistema deve ser implantado, até 2025, nos 400 maiores municípios do país. O cronograma é gradativo. Em 2021, primeiro ano de funcionamento, deve ser atendidas 24 cidades e absorvido 1% do lixo eletrônico. São Paulo é o estado que deverá ter maior participação, com oito dessas localidades, no primeiro ano, e 95 ao fim do calendário de consolidação. A estimativa é que, em cinco anos, 17% dos aparelhos sejam recolhidos.

As cidades deverão ter, no mínimo, um ponto para cada 25 mil habitantes. A previsão é que em 2025 existam cerca de 5 mil pontos de coleta no país. Esses locais vão receber de forma gratuita os aparelhos para serem descartados.

Maiores informações: http://agenciabrasil.ebc.com.br

Categorias
Brasil Criança Estilo de Vida Governo Saúde

Câncer: Inca alerta para sinais e sintomas persistentes em crianças

No Dia Internacional do Câncer na Infância, lembrado hoje (15), o alerta do Instituto Nacional de Câncer (Inca) é para os sinais e sintomas persistentes em crianças e adolescentes, mesmo aqueles que indicam para doenças comuns. De acordo com a chefe da Seção de Oncologia Pediátrica do Inca, Sima Ferman, alguns estudos indicam que mais de três idas ao médico com o mesmo sintoma é uma situação que merece atenção especial.

Os sinais do câncer pediátrico, muitas vezes, são parecidos com os de doenças comuns entre crianças e adolescentes, por isso o diagnóstico é um grande desafio, segundo a especialista. “Não significa que qualquer sinal e sintoma é câncer, mas toda criança precisa ser acompanhada pelo pediatra regularmente, toda queixa da criança precisa ser valorizada tanto pelos pais quanto pelos profissionais de saúde”, explicou.

Alguns sintomas são palidez, manchas roxas, dor na perna, caroços e inchaços indolores, perda de peso inexplicável, inchaço da barriga, alterações nos olhos, dor de cabeça, fadiga, tontura e sonolência. A previsão do Inca, é que em 2020 sejam registrados mais de 8,4 mil novos casos de câncer em crianças e adolescentes.

Diagnosticar precocemente é importante pois não é possível prevenir o câncer infantojuvenil. A especialista explicou à Agência Brasil que, na maioria das vezes, a doença em crianças e adolescente tem causa desconhecida. “No adulto, por exemplo, a pessoa que fuma pode desenvolver câncer de pulmão, então são fatores ambientais e de estilo de vida que muitas vezes são associados ao aparecimento do câncer. Na criança, são fatores intrínsecos do seu próprio corpo. O que nós temos, então, que fazer, para conseguir a maior chance de cura, é um diagnóstico precoce”, disse.

Tratamento especializado

O Dia Internacional do Câncer na Infância, criado em 2002 pela Childhood Cancer International, simboliza uma campanha global para conscientizar sobre o câncer infantil e expressar apoio às crianças e adolescentes e suas famílias. O foco, em 2020, é a redução de fronteiras e o aumento do acesso aos cuidados e à cura.

De acordo com Sima, além da identificação precoce da doença, a grande preocupação é para onde encaminhar os pacientes, já que a maior parte dos centros especializados em oncologia pediátrica estão no Sudeste do Brasil. Existem, atualmente, 317 unidades e centros de assistência habilitados no tratamento do câncer pelo Sistema Único de Saúde (SUS), mas nem todos com atendimento especializado para crianças e adolescentes.

Os tipos mais comuns de câncer infantil são leucemias (câncer dos tecidos produtores de sangue) e tumores no sistema nervoso e linfomas (câncer do sistema linfático). E o tratamento da criança é todo diferenciado. Segundo a médica do Inca, há um esforço tanto do governo quanto de organizações não governamentais de ampliar a rede de centros especializados pelo país para que o paciente não precise migrar para fazer o tratamento, que pode levar de seis meses a dois anos. “Mas isso ainda é perspectiva para o futuro”, disse.

Cura

Em todo o mundo, o câncer representa a primeira causa de morte, 8% do total, por doença entre crianças e adolescentes de 1 a 19 anos de idade. Mas com o diagnóstico precoce e o tratamento especializado, o câncer pediátrico é potencialmente curável.

Nos países de alta renda, a cura chega a 80% dos casos. “No Brasil e outros países de baixa e média rendas existe ainda uma lacuna em relação a esse percentual, principalmente porque, ainda, muitas crianças chegam ao centro de tratamento com a doença avançada”, explicou Sima Ferman. No Brasil a taxa de cura é de 65%.

Segundo ela, há muitas questões socioeconômicas que interferem no resultado do tratamento, pois impedem que o paciente cumpra as idas necessárias ao hospital. “Por essa razão, sempre pensamos que, aqui no nosso país, não é só tratar a doença em si, mas temos que dar condições para os pacientes chegarem ao hospital”, disse, citando entidades que oferecem casas de apoio como o Instituto Ronald McDonald. A assistência social também é fundamental para que o paciente consiga as ajudas possíveis por meio do governo.

A médica do Inca destaca ainda que os pais precisam estar conscientes da importância do tratamento ser feito na totalidade e precisam manter a esperança que o seu filho vai ficar bem. “O câncer hoje em dia não é uma doença que a gente deve temer, mas sim é uma doença que é uma sinônimo de luta pela vida”, disse.

“As crianças são surpreendentes. Muitas vezes os pais querem proteger seus filhos, quando, na verdade, eles dão muita força para seus pais”.

Maiores informações: http://agenciabrasil.ebc.com.br

Categorias
Banco Brasil Congresso Congresso Nacional Educação Governo Internet

Identidade estudantil pode ser baixada de graça até este domingo

Os interessados na identidade estudantil digital têm até este domingo (16) para tentar garantir o documento que é gratuito. É que a Medida Provisória 895/2019, editada pelo presidente Jair Bolsonaro, em setembro, vai perder a validade na segunda-feira (17). A partir dessa data, o Ministério da Educação (MEC), não terá mais autorização para emitir a ID Estudantil.

Até as 12h30 deste sábado mais de 320 mil ID estudantis haviam sido emitidas, cada uma a um custo de R$ 0,15 para o governo.

O documento dá ao estudante direito a pagar meia-entrada em espetáculos artístico-culturais e esportivos e fica disponível no celular. Segundo o MEC, o objetivo é oferecer uma alternativa à carteirinha de plástico que continua sendo emitida por entidades estudantis como a União Nacional dos Estudantes (UNE) e pela União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes) e que custa R$ 35.

Validade

Diferentemente das carteirinhas tradicionais, que valem até março do ano seguinte, segundo o MEC, a ID estudantil poderá ser utilizada enquanto a matrícula do aluno em uma instituição de ensino estiver ativa no Sistema Educacional Brasileiro (SEB), que é um banco de dados nacional dos estudantes.

Mais de 6 milhões foram cadastrados na plataforma por 7,1 mil instituições de educação básica e superior. O SEB permite o acompanhamento, por exemplo, da regularidade escolar do estudante. O projeto foi pensado para que as políticas públicas sejam, cada vez mais, aperfeiçoadas e usado como base para emitir as identidades estudantis.

Como emitir o documento:

– Baixe o aplicativo “ID Estudantil” disponível, gratuitamente, no Google Play ou na Apple Store;

– Faça um cadastro pelo login do gov.br, usando o CPF e uma senha para acesso ao sistema do governo federal;

– Clique na opção para inserir uma nova ID Estudantil e aceite os termos e condições;

– Caso o estudante tenha CNH, será feito um cruzamento com a fotografia tirada no aplicativo com dados do Denatran para reconhecimento facial. Caso o estudante não tenha esse documento, serão solicitadas uma foto do rosto e uma do RG (frente e verso);

– Pronto. A ID Estudantil foi criada e ficará disponível no aplicativo.

Também é possível que o responsável emita o documento para menores de 18 anos. Neste caso, selecione a opção “ID Estudantil – dependente”

Congresso Nacional

A MP enfrentou resistências e não chegou nem a ter a comissão especial mista – primeira etapa de tramitação – instalada no Congresso Nacional. Para partidos de oposição, a criação da ID Estudantil seria uma forma de retaliar entidades que promoveram manifestações de rua contra o governo, especialmente contra o contingenciamento de recursos para a educação.

Em uma live no Facebook esta semana, o presidente Jair Bolsonaro lamentou a não aprovação da medida pelo Congresso. “Pelo que tudo indica, nossa MP que permitia ao estudante tirar a carteira pela internet vai caducar. A UNE está vibrando, mas nossa intenção era facilitar a vida do estudante e evitar que ele tivesse que pagar R$ 35”, disse o presidente.

Perguntada pela Agência Brasil, a assessoria do MEC não respondeu se o governo pretende enviar outra proposta, como um projeto de lei, com o mesmo objetivo ao Congresso.

Maiores informações: http://agenciabrasil.ebc.com.br

Categorias
Banco Brasil Congresso Congresso Nacional Educação Governo Internet

ID Estudantil pode ser baixada de graça até este domingo

Os interessados na identidade estudantil digital têm até este domingo (16) para tentar garantir o documento que é gratuito. É que a Medida Provisória 895/2019, editada pelo presidente Jair Bolsonaro, em setembro, vai perder a validade na segunda-feira (17). A partir dessa data, o Ministério da Educação (MEC), não terá mais autorização para emitir a ID Estudantil.

Até as 12h30 deste sábado mais de 320 mil ID estudantis haviam sido emitidas, cada uma a um custo de R$ 0,15 para o governo.

O documento dá ao estudante direito a pagar meia-entrada em espetáculos artístico-culturais e esportivos e fica disponível no celular. Segundo o MEC, o objetivo é oferecer uma alternativa à carteirinha de plástico que continua sendo emitida por entidades estudantis como a União Nacional dos Estudantes (UNE) e pela União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes) e que custa R$ 35.

Validade

Diferentemente das carteirinhas tradicionais, que valem até março do ano seguinte, segundo o MEC, a ID estudantil poderá ser utilizada enquanto a matrícula do aluno em uma instituição de ensino estiver ativa no Sistema Educacional Brasileiro (SEB), que é um banco de dados nacional dos estudantes.

Mais de 6 milhões foram cadastrados na plataforma por 7,1 mil instituições de educação básica e superior. O SEB permite o acompanhamento, por exemplo, da regularidade escolar do estudante. O projeto foi pensado para que as políticas públicas sejam, cada vez mais, aperfeiçoadas e usado como base para emitir as identidades estudantis.

Como emitir o documento:

– Baixe o aplicativo “ID Estudantil” disponível, gratuitamente, no Google Play ou na Apple Store;

– Faça um cadastro pelo login do gov.br, usando o CPF e uma senha para acesso ao sistema do governo federal;

– Clique na opção para inserir uma nova ID Estudantil e aceite os termos e condições;

– Caso o estudante tenha CNH, será feito um cruzamento com a fotografia tirada no aplicativo com dados do Denatran para reconhecimento facial. Caso o estudante não tenha esse documento, serão solicitadas uma foto do rosto e uma do RG (frente e verso);

– Pronto. A ID Estudantil foi criada e ficará disponível no aplicativo.

Também é possível que o responsável emita o documento para menores de 18 anos. Neste caso, selecione a opção “ID Estudantil – dependente”

Congresso Nacional

A MP enfrentou resistências e não chegou nem a ter a comissão especial mista – primeira etapa de tramitação – instalada no Congresso Nacional. Para partidos de oposição, a criação da ID Estudantil seria uma forma de retaliar entidades que promoveram manifestações de rua contra o governo, especialmente contra o contingenciamento de recursos para a educação.

Em uma live no Facebook esta semana, o presidente Jair Bolsonaro lamentou a não aprovação da medida pelo Congresso. “Pelo que tudo indica, nossa MP que permitia ao estudante tirar a carteira pela internet vai caducar. A UNE está vibrando, mas nossa intenção era facilitar a vida do estudante e evitar que ele tivesse que pagar R$ 35”, disse o presidente.

Perguntada pela Agência Brasil, a assessoria do MEC não respondeu se o governo pretende enviar outra proposta, como um projeto de lei, com o mesmo objetivo ao Congresso.

Maiores informações: http://agenciabrasil.ebc.com.br

Categorias
Brasil Justiça Nota

PRF prende suspeito de morte de policial federal no Rio

A Polícia Federal informou, em nota, que um suspeito de envolvimento na morte de um policial federal no Rio de Janeiro foi preso pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). Ele seria o chefe da milícia nas comunidades do Rola e Antares, na zona oeste do Rio de Janeiro. De acordo com a PF, a prisão ocorreu na Rodovia Presidente Dutra (BR-116), em São João de Meriti, na Baixada Fluminense, na madrugada de sábado (15).

Em patrulhamento na rodovia, por volta das 4h policiais rodoviários federais desconfiaram dos ocupantes de um carro. “Havia dois homens e duas mulheres no veículo. Durante a revista, os policiais encontraram duas pistolas, calibre .40, carregadores e uma granada”, dia a nota.

Ao consultarem os sistemas de segurança pública, os policias constataram que um dos ocupantes do carro era foragido da Justiça, responsável por uma milícia que atua em comunidades da zona oeste. “O homem estaria fugindo de Santa Cruz, pois é suspeito de envolvimento na morte do policial federal Ronaldo Heeren, ocorrido na quinta-feira (13), na comunidade do Rola”, informa o comunicado.

De acordo ainda com a Polícia Federal, o homem seria um dos chefes da milícia conhecida como Bonde do Ecko, “criminoso integrante da lista de procurados do Ministério da Justiça e Segurança Pública”.

A ocorrência foi encaminhada à Polícia Federal.

* Com informações da Polícia Federal

Maiores informações: http://agenciabrasil.ebc.com.br

Categorias
Brasil Justiça Nota

Polícia Rodoviária Federal prende suspeito de morte de federal no Rio

A Polícia Federal informou, em nota, que um suspeito de envolvimento na morte de um policial federal no Rio de Janeiro foi preso pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). Ele seria o chefe da milícia nas comunidades do Rola e Antares, na zona oeste do Rio de Janeiro. De acordo com a PF, a prisão ocorreu na Rodovia Presidente Dutra (BR-116), em São João de Meriti, na Baixada Fluminense, na madrugada de sábado (15).

Em patrulhamento na rodovia, por volta das 4h policiais rodoviários federais desconfiaram dos ocupantes de um carro. “Havia dois homens e duas mulheres no veículo. Durante a revista, os policiais encontraram duas pistolas, calibre .40, carregadores e uma granada”, dia a nota.

Ao consultarem os sistemas de segurança pública, os policias constataram que um dos ocupantes do carro era foragido da Justiça, responsável por uma milícia que atua em comunidades da zona oeste. “O homem estaria fugindo de Santa Cruz, pois é suspeito de envolvimento na morte do policial federal Ronaldo Heeren, ocorrido na quinta-feira (13), na comunidade do Rola”, informa o comunicado.

De acordo ainda com a Polícia Federal, o homem seria um dos chefes da milícia conhecida como Bonde do Ecko, “criminoso integrante da lista de procurados do Ministério da Justiça e Segurança Pública”.

A ocorrência foi encaminhada à Polícia Federal.

* Com informações da Polícia Federal

Maiores informações: http://agenciabrasil.ebc.com.br

Categorias
Brasil Criança

Carnaval de rua começa oficialmente neste sábado em São Paulo

Os bloquinhos de rua do carnaval começam, oficialmente, neste final de semana na cidade de São Paulo. De acordo com a prefeitura, a capital paulista recebe 678 desfiles, 38,5% a mais que no ano passado, quando São Paulo teve 490 desfiles. A expectativa é atrair 15 milhões de pessoas e superar os R$ 2,3 bilhões movimentados no carnaval do ano passado.

Estrutura

Para os desfiles de rua, foram instalados 2.750 banheiros químicos por dia e distribuição de dois milhões de preservativos masculinos durante o período do carnaval.

Serão montados 20 postos médicos próximos aos locais de grande concentração de pessoas. Cada posto terá, no mínimo, dez profissionais, sendo dois médicos, um enfermeiro e sete técnicos de enfermagem. Em cada dia de evento funcionarão 100 ambulâncias, sendo 30 ambulâncias UTI e 70 ambulâncias de suporte básico.

As equipes de Anjos do Carnaval, voluntários capacitados para abordar foliões para falar de assédio no carnaval, também vão atuar. A ação tem participação de representantes do Ministério Público e coordenadores municipais, abordando também questões como homofobia, racismo, juventude, criança e adolescente, população em situação de rua.

Confira os destaques da programação:

SARGENTO PIMENTA

Av. Brig. Faria Lima, 4.150. Pinheiros

Dia 15/02, às 9h30 (concentração)

CASA COMIGO

Av. Ipiranga/São João. República 

Dia 15/02, às 11h (concentração)

FREVO MULHER COM ELBA RAMALHO

Av. Pedro Álvares Cabral (alt. Obelisco). Vila Mariana

Dia 15/02, às 11h (concentração)

BELEZA RARA COM BANDA EVA

Av. Eng. Luis Carlos Berrini, 550. Itaim Bibi

Dia 15/02, às 14h. (concentração)

BICHO MALUCO BELEZA COM ALCEU VALENÇA

Av. Pedro Álvares Cabral (alt. Obelisco). Vila Mariana

Dia 15/02, às 13h (concentração)

BLOCO DO ABRAVA COM THIAGO ABRAVANEL

Av. Marquês de São Vicente, 230. Barra Funda

Dia 15/02, às 14h (concentração)

CONFRARIA DO PASMADO (PASMADÃO)

R. dos Pinheiros, 1.037. Pinheiros

Dia 16/02, às 11h (concentração)

BANDA DO FUXICO

Lgo. do Arouche (lado Vieira de Carvalho). República

Dia 16/02, às 12h (concentração)

MONOBLOCO

Av. Pedro Álvares Cabral (alt. Obelisco). Vila Mariana

Dia 16/02, às 13h (concentração)

ACADÊMICOS DO BAIXO AUGUSTA

R. da Consolação, 2.201. Consolação

Dia 16/02, às 14h (concentração)

ALOK

Av. Brig. Faria Lima, 4.150. Pinheiros

Dia 16/02, às 14h (concentração)

GAMBIARRA COM DUDA BEAT

R. Henrique Schaumann, 567. Pinheiros

Dia 16/02, às 14h (concentração)

Maiores informações: http://agenciabrasil.ebc.com.br

Categorias
Brasil

Coronavírus: Anvisa tranquiliza população de Anápolis

O diretor presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Antônio Barra Torres, falou com exclusividade à Empresa Brasil de Comunicação (EBC) sobre os cuidados sanitários que estão sendo tomados para evitar que o coronavírus se espalhe em Anápolis (GO).

“O lugar aqui [Anápolis] hoje é extremamente seguro, e esse vírus se aqui chegasse, não chegou porque os testes são todos negativos até o momento, não sairia daqui para lugar nenhum. Então Anápolis é um lugar muito seguro nesse aspecto”, afirmou Torres.

O diretor da Anvisa é um dos profissionais que participam da Operação Regresso, responsável pela repatriação de brasileiros que estavam em Wuhan, epicentro do coronavírus na China. Ele cumpre quarentena, que entra hoje(15) no sexto dia, junto com os repatriados em Anápolis, cidade a 60 quilômetros de Goiânia.

Torres explica que a agência é responsável pelo controle sanitário de portos, aeroportos e fronteiras do Brasil. “A Anvisa atuou também através de decreto presidencial que incluiu seis ministérios e a Anvisa no gerenciamento da situação nacional quanto ao coronavírus e também através do Ministério da Defesa no planejamento da repatriação e da quarentena”.

Segundo Torres, A Anvisa é responsável pela regulação de 22,8% do Produto Interno Bruto (PIB) do país.

Maiores informações: http://agenciabrasil.ebc.com.br

Categorias
Brasil

Flamengo e Athletico-PR lutam por Supercopa do Brasil

Flamengo e Athletico-PR disputam no próximo domingo (16), a partir das 11h (horário de Brasília) no estádio Mané Garrincha (Brasília), a Supercopa do Brasil. A competição, que chega a sua terceira edição, coloca frente a frente os atuais campeões do Campeonato Brasileiro e da Copa do Brasil.

A competição foi criada em 1990, tendo como inspiração torneios europeus que reúnem os dois campeões nacionais no início da temporada seguinte. Houve apenas duas decisões de Supercopa. Em 1990 o Grêmio se sagrou campeão ao vencer o Vasco, e em 1991 o Corinthians faturou o título ao derrotar o Flamengo.

flamengo_04.02.2020
Diego (esquerda) e Wellington com o troféu da Supercopa – Divulgação/CBF

Após o longo jejum, a Supercopa do Brasil volta repaginada. A decisão no Mané Garrincha terá a utilização do árbitro de vídeo (VAR), comandado em tempo real por uma cabine montada no Rio de Janeiro. E as novidades não param por aí. Haverá uma Fan Fest para atrair o público.

Quem conquistar o torneio embolsa R$ 5 milhões, enquanto o vice ganhará R$ 2 milhões.

Rubro-negro reforçado

Atual campeão do Brasileiro e da Copa Libertadores, o Flamengo chega muito motivado para esta competição. Após um ano 2019 de conquistas, a equipe da Gávea se reforçou muito, trazendo os atacantes Pedro, Michael e Pedro Rocha, o meia Thiago Maia e os zagueiros Léo Pereira e Gustavo Henrique.

17-07-2019_Flamengo X Athetico-PR/Arquivo/17.07.2019/Alexandre Vidal /
Rodrigo Caio retorna ao Flamengo após se recuperar de lesão – Arquivo/17.07.2019/Alexandre Vidal / Flamengo

Em entrevista coletiva realizada na última sexta (14), o meia Everton Ribeiro afirmou que a Supercopa do Brasil cria “um início diferente” de temporada. “São dois campeonatos [Copa do Brasil e Brasileiro] muito prestigiados no Brasil. Acho legal ter uma final logo no começo para ter um prestígio a mais”.

Como terá todos os seus jogadores disponíveis para a partida, o técnico português Jorge Jesus deve escalar o Flamengo da seguinte forma: Diego Alves; Rafinha, Gustavo Henrique (Thuler), Rodrigo Caio e Filipe Luís; Willian Arão, Gerson e Everton Ribeiro; De Arrascaeta, Gabigol e Bruno Henrique.

Furacão cheio de mudanças

Já o time paranaense chega com mudanças significativas quando se considera a conquista da Copa do Brasil de 2019. Em 2020 o comando da equipe não está mais nas mãos de Tiago Nunes, agora no Corinthians, mas de Dorival Júnior, técnico que já esteve à frente do Flamengo.

Além disso, a equipe teve a saída de 13 jogadores. Entre elas merecem destaque a ida do volante Bruno Guimarães para o Lyon (França), o retorno do atacante argentino Marco Rubem para o Rosario Central (Argentina) e a venda do zagueiro Léo Pereira ao Flamengo.

Para tentar minimizar tantas saídas o time paranaense fez quatro contratações, os meias Marquinhos Gabriel, Carlos Eduardo e Fernando Canesin, além do goleiro Jandrei.

Arquivo/17.07.2019/Alexandre Vidal / Flamengo
Rony (esquerda) e De Arrascaeta buscarão título da Supercopa do Brasil – Arquivo/17.07.2019/Alexandre Vidal / Flamengo

Contudo, o principal reforço pode vir do próprio Athletico, a permanência do atacante Rony, que é alvo de interesse de Corinthians e Palmeiras. O jogador, que negocia a ampliação de seu vínculo com o furacão, viajou para Brasília e vai para jogo.

Em entrevista concedida nesta sexta, o atacante Nikão afirmou que o Athletico respeita o Flamengo e espera a mesma postura dos adversários: “O Flamengo tem nosso respeito. Tenho certeza de que eles virão nos respeitando. São duas equipes grandes, que gostam da bola. Esses jogos são resolvidos em pequenos detalhes”.

A provável escalação do Athletico-PR para a decisão é: Santos; Khellven, Lucas Halter (Robson Bambu), Thiago Heleno e Márcio Azevedo; Wellington, Erick, Léo Cittadini e Marquinhos Gabriel; Nikão e Rony.

Transmissão da Rádio Nacional

Você acompanha a Supercopa do Brasil a partir das 10h30 (horário de Brasília) na Rádio Nacional.

Maiores informações: http://agenciabrasil.ebc.com.br

Categorias
Brasil

Mega-Sena sorteia neste sábado prêmio de R$ 120 milhões

A Mega-Sena, que está acumulada há 13 concursos, vai sortear neste sábado (15), o prêmio estimado em R$ 120 milhões.

As seis dezenas do concurso 2234 serão sorteadas a partir das 20h (horário de Brasília), no Espaço Loterias Caixa, na cidade de São Paulo. O sorteio é aberto ao público.

As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília) em qualquer casa lotérica credenciada pela Caixa em todo o país. A cartela, com seis dezenas marcadas, custa R$ 4,50.

Bolão

O apostador também pode adquirir cotas de bolões organizados pelas lotéricas. Basta solicitar ao atendente a quantidade de cotas que deseja e guardar o recibo para conferir a aposta no dia do sorteio. Nesse caso, poderá ser cobrada uma tarifa de serviço adicional de até 35% do valor da cota, a critério da lotérica.

Maiores informações: http://agenciabrasil.ebc.com.br

Categorias
Brasil Governo Saúde

Postos de saúde abrem em todo o país para vacinação contra sarampo

Os postos de saúde de todo o país funcionam durante todo o dia neste sábado (15), Dia D da Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo, que este ano tem como conceito Mais proteção para a sua família. De acordo com o Ministério da Saúde, a campanha objetiva sensibilizar os pais e responsáveis sobre os riscos de não vacinar seus filhos, pois sarampo é uma doença grave e que pode matar.

“É importante que as pessoas entendam as consequências de não se vacinar contra o sarampo, que é um vírus de alta transmissibilidade, podendo uma pessoa com a doença contaminar mais 18 indivíduos, e letal, principalmente em crianças. Por isso, os responsáveis devem ficar atentos e levar suas crianças para vacinar”, alertou o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.

Nessa etapa, a convocação será para mais de 3 milhões de crianças e jovens na faixa etária de 5 a 19 anos de idade, que devem se vacinar até o dia 13 de março.

Mandetta destacou a importância da participação dos estados e municípios no combate à doença. “Também, nesse momento, os gestores estaduais e municipais de saúde devem unir forças para deixar o Brasil novamente livre da circulação do sarampo”.

A representante da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) e da Organização Mundial da Saúde (OMS) no Brasil, Socorro Gross, disse que a união entre governo, população e profissionais de saúde é fundamental para a extinção da doença no país. “A responsabilidade da vacinação deve ser compartilhada entre o governo, os profissionais de saúde e toda a população. Todos devem trabalhar para que o Brasil se livre do sarampo, e a única maneira de nos proteger é manter as vacinas em dia”.

O ministério já enviou 3,9 milhões de doses da vacina tríplice viral para os estado, 9% a mais que o solicitado. “O quantitativo é destinado à vacinação de rotina, às ações de interrupção da transmissão do vírus e à dose extra, chamada de dose zero para todas as crianças de seis meses a 11 meses e 29 dias”.

Dados da doença

Em 2019, 9% dos municípios (526) registraram 18.203 casos confirmados e 15 mortes por sarampo, sendo 14 no estado de São Paulo e uma em Pernambuco. São Paulo também registrou o maior número de casos, 16.090, 88,4% do total, em 259 municípios, seguido dos estados do Paraná, Rio de Janeiro, Pernambuco, Santa Catarina, Minas Gerais e Pará.

Atualmente, nove estados mantêm transmissão ativa do vírus do sarampo, sendo que, em 2020, cinco estados já confirmaram casos: São Paulo, com 77 casos; Rio de Janeiro, com 73; Paraná, com 27; Santa Catarina, 22, e Pernambuco, três casos.

A primeira morte por sarampo este ano foi registrada no Rio de Janeiro, anunciada na sexta-feira (14) pela Secretaria Estadual de Saúde. Link 1 Os estados do Pará, Alagoas, Minas Gerais e Rio Grande do Sul não confirmaram casos em 2020, estando em monitoramento devido aos casos ocorridos em 2019.

Sintomas

Os principais sintomas do sarampo são febre acompanhada de tosse; irritação nos olhos; nariz escorrendo ou entupido; e mal-estar intenso.

Em torno de três a cinco dias podem aparecer outros sinais e sintomas, como manchas vermelhas no rosto e atrás das orelhas que, em seguida, se espalham pelo corpo. Após o aparecimento das manchas, a persistência da febre é um sinal de alerta e pode indicar gravidade, principalmente em crianças menores de 5 anos de idade.

O sarampo é uma doença infecciosa grave, causada por um vírus, que pode ser fatal. Sua transmissão ocorre quando o doente tosse, fala, espirra ou respira próximo de outras pessoas. A única maneira de evitar o sarampo é pela vacina.

* Com informações do Ministério da Saúde

Maiores informações: http://agenciabrasil.ebc.com.br

Categorias
Brasil Criança

Fique Ligado: os dançarinos de Brasília

Quem é de Brasília já percebe a cidade se mexendo de um jeito diferente essa época do ano… Quem não é, vai saber agora que, na história da capital federal, não faltou gente pra bailar – e assim foram criados grandes nomes nessa arte: a arte de dançar.

Esta coluna apresenta, até 21 de abril, aniversário de Brasília, 60 motivos culturais para amar a capital federal.

48 – Gisele Santoro

Jovenzinha, beeem jovem, ela foi convidada a dançar na inauguração de Brasília. Mais tarde se casou com outro pilar cultural da cidade, o maestro Claudio Santoro. E ele concebeu o Teatro Nacional que hoje leva seu nome. Ela, o Centro de Dança do DF, bem próximo. O espaço foi reinaugurado há dois anos (depois de cinco fechado – bem como o Teatro Nacional, que assim segue há oito) e é ambiente de formação pra centenas de dançarinos. Também foi ela quem criou o Seminário Internacional de Dança de Brasilia, que ocorre há 30 anos e já premiou dezenas de bailarinos com bolsas de estudo em escolas clássicas da Europa.

Claudio Santoro
A coreógrafa e musicista Gisele Santoro – Marcello Casal Jr/Arquivo/Agência Brasil

47 – Jorge Marino

Um senhor de 76 anos com alma de criança pré-escolar, Jorge Marino é aquele que mostrou que um pouco de Pernambuco pode ser em Brasília, claro, por que não? Afinal somos a terra do bloquinho de carnaval que é filho do Galo da Madrugada, o Galinho de Brasília… Jorge Marino ensinou à cidade que pode até chamar seus pequenos viadutos de tesourinhas, mas que tesourinha também é um passo fundamental pra quem quer de fato fazer folia no carnaval. Gaúcho de Rosário do Sul, em 1985 fundou o Grupo Folclórico Passistas de Brasília, para difundir o frevo de rua e danças populares como o xaxado, o coco de roda e a ciranda pelo Planalto Central. Isso depois de quase uma década vivendo em Pernambuco, onde graduou-se mestre pela chancela do já falecido mestre Nascimento do Passo. Hoje coordena o Centro de Cultura Popular Brasileira (CePoP) e não arreda o pé da capital para brincar o carnaval…

999035-dsc_6817.jpg
Jorge Marino fundou o Grupo Folclórico Passistas de Brasília – Elza Fiúza/Arquivo/Agência Brasil

46 – Giovane Aguiar

Vamos agora para a turma do contemporâneo. Tem na lista? Tem, sim, senhores e senhoras. Este é o cara do contato-improvisação, este estilo de dança tão século 21, mas não só do contato improvisação… De tudo o que é estilo desse tempo em que é difícil classificar direito o que é que a pessoa está dançando. Giovane Aguiar foi dono da Usina Centro de Dança, que fechou em 2017, mas que deixou um legado imenso. Como realizador, foi ele o fundador do Festival Internacional da Novadança, em 1996.

Giovane Aguiar
Giovane Aguiar foi dono da Usina Centro de Dança – Acervo pessoal

45 – B.boy Papel

E vamos pra esse celeiro cultural chamado carinhosamente de Ceilondres, que é do lado de Taguaiorque. Ceilândia, minha gente! Ceilândia e seu hip hop, que quem acha que é sinônimo de rap, se enganou… Hip hop é ritmo (rap), é dança (break) e é grafite. E aí entra o B.boy Papel. Nascido Alan Moreira criado na terrinha, ele dança há 22 anos, desde criança, e já representou o Brasil na Suíça e na Alemanha.

É claro que faltou gente… Muuuita gente nessa lista! Entre Lívias Bennets, Normas Lílias, Julianas Drummonds, Claudes Debussys e Clemilsons Rodrigues, Brasília vai dançando, bailando. Entre passos e compassos!

*Morillo Carvalho apresenta o programa Fique Ligado

Maiores informações: http://agenciabrasil.ebc.com.br